sábado, 31 de março de 2012

Um clique XV!

O blog rbrito começou a semana com um post polêmico, mas foi o ranking de público do Campeonato Paraense que se destacou e 'bombou' de acessos. Tivemos ainda o fim de série positiva, regulamento e muito mais. O blog rbrito criou a seção Um clique! para elencar todos os posts que agitaram a semana, assim como seus links. Tudo para facilitar a vida de vocês, caros torcedores-internautas.

Mais no blog rbrito:
Invencibilidade alviverde, Santa Cruz de figurante e muito mais!

Ao invés de mostrar o ranking de pênaltis a favor ou os árbitros que já apitaram uma penalidade máxima no Campeonato Paulista, o blog rbrito fez diferente na segunda-feira e trouxe o ranking com os clubes que mais cometeram infrações na área. No período da tarde foi a vez de mostrar a queda de um campeão brasileiro. Clube perdeu a invencibilidade de 48 jogos.

Relembre o post Hora da verdade!

Relembre o post Arapongas no meio do caminho!

TERÇA-FEIRA
A terça-feira foi marcada por muitos acessos. Os torcedores paraenses marcaram presença no blog rbrito e aprovaram o ranking de público do Estadual. A liderança mudou de dono. Logo depois, como de praxe, foi apresentado o ranking das Séries A1, A2 e A3 do Paulistão. Destaque para os oito clubes classificados à próxima fase da Série A2.

Relembre o post Tradição Re-Pa!

Relembre o post É só seguir bons exemplos!

QUARTA-FEIRA
Aproveitando a folga na tabela da Copa do Brasil, o blog rbrito mostrou as médias de público da competição. Muitos clubes considerados grandes estrearam em casa, mas ainda seguem abaixo do Independente-PA, líder no ranking. O time do Pará foi eliminado na primeira fase pelo São Paulo, mas ainda segue no topo.

Relembre o post Na caça!

QUINTA-FEIRA
Sem esquecer da análise de regulamento estadual, buscamos mais um Estadual com problemas. No Mato Grosso, a Federação Matogrossense de Futebol (FMF) proíbe a venda de bebida alcoólica nos estádios. Um tapa na cara da FIFA. Logo depois, o blog rbrito apresentou os clubes que prestam homenagens a cidades e Estados. A lista é grande nos 24 Estaduais em andamento.

Relembre o post MT em foco!

Relembre o post Clube, cidade ou Estado?!

SEXTA-FEIRA
Para fechar a semana, o blog rbrito trouxe a história de dois clubes que estão sem vencer há um ano. O jejum vem desde o Estadual do ano passado. Neste mesmo ritmo, ainda buscamos a lista de todos os clubes sem vitórias nos Estaduais e daqueles que ainda não perderam. São sete clubes sem triunfar e seis invictos.

Relembre o post Nada de Palmas!

Relembre o post De dar dó!

O que você gostaria de ver no blog rbrito? Opine! Mande suas sugestões aqui ou pelo www.twitter.com/rbrito1984

sexta-feira, 30 de março de 2012

De dar dó!

O blog rbrito, a pedido do torcedor-internauta Isac (@Isacpoliveira), volta a apresentar, nesta sexta-feira, a lista com os clubes que ainda estão invictos e com aqueles que não venceram nos Campeonatos Estaduais 2012. Como sempre, o blog rbrito só levou em consideração as competições com duas ou mais rodadas já disputadas. Por conta disso, o Rondoniense ficou de fora.

Mais no blog rbrito:
Só marketing não resolve! A primeira lista dos "sem vitórias"

Jejum de vitórias de dois clubes já dura um ano!

O Botafogo, apesar de não ter perdido com a bola rolando, não está nesta lista. Afinal, o Fogão foi eliminado nos pênaltis pelo Fluminense na Taça Guanabara. Em comparação a primeira lista apresentada pelo blog rbrito, Iraty-PR, Sergipe-SE e Democrata-MG estavam naquela e seguem na atual e sem vitórias.

Aliás, a seca mais duradoura é do Iraty. O Campeonato Paranaense já está no returno e o time ainda não venceu. São seis empates e 11 derrotas. Aproveitamento de apenas 11,7%. Maior campeão do Estado, o Sergipe vem logo atrás, com 11 partidas sem vitórias - dois empates e nove derrotas.

Palmas-TO e Alto Acre-AC não superam a dupla acima em número de jogos - seis e três respectivamente -, mas o time do Tocantins, assim como do Acre, ainda não marcaram nenhum ponto. Ambos têm 0%. Democrata-MG, com oito jogos, Andirá-AC, com quatro, e Juventus-AC, com três, completam a lista daqueles que seguem sem triunfar.

Bam-bam-bam!
Se a lista dos "sem vitórias" ostenta sete clubes, os invictos dos Estaduais somam seis. Após Fortaleza e Palmeiras perderem suas invencibilidades, o Atlético-MG assumiu a liderança ao lado do Luziânia-DF. O Galo é um dos poucos clubes que ainda têm 100% de aproveitamento. São oito vitórias em oito partidas.

Já o Luziânia tem a seu favor o título do primeiro turno no Campeonato Brasiliense. A taça foi erguida após sete triunfos e um empate. Aproveitamento de 91,6%. O Guaraí-TO é outro clube que está muito bem na temporada 2012. O time do Tocantins já ostenta seis partidas sem derrotas.

Fechando o ranking temos três clubes do Acre. Líder, com dez pontos, após bater o Náuas, o Rio Branco puxa a fila com quatro jogos, assim como o Independência. Com três partidas temos o Atlético.

Seu clube faz parte de alguma destas listas? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira a lista dos clubes invictos e daqueles que não venceram:

INVICTOS

Atlético-MG (8 jogos, oito vitórias - 100%)

Luziânia-DF (8 jogos, sete vitórias e um empate - 91,6%)

Guaraí-TO (6 jogos, três vitórias e três empates - 66,7%)

Rio Branco-AC (4 jogos, três vitórias e um empate - 83,3%)

Indepêndencia-AC (4 jogos, duas vitórias e dois empates - 66,7%)

Atlético-AC (3 jogos, duas vitórias e um empate - 77,8%)

SEM VITÓRIAS

Iraty-PR (17 jogos, seis empates e 11 derrotas - 11,7%)

Sergipe-SE (11 jogos, dois empates e nove derrotas - 6%)

Democrata-MG (8 jogos, um empate e sete derrotas - 4,2%)

Palmas-TO (6 jogos, seis derrotas - 0%)

Andirá-AC (4 jogos, um empate e três derrotas - 8,3%)

Juventus-AC (3 jogos, dois empates e uma derrota - 22,2%)

Alto Acre-AC (3 jogos, três derrotas - 0%)

Nada de Palmas!

Tem clube que não merece palmas e, sim, palmadas. Um destes exemplos vem do Tocantins e tem nome sugestivo. O Palmas, que homenageia a capital do Estado (Veja post aqui!), é um dos que ainda não venceram na temporada 2012. Aliás, o Palmas não vence há um bom tempo, como mostra o blog rbrito, nesta sexta-feira.

Até aqui, em jogos pelo Estadual, o Palmas foi derrotado seis vezes. Lanterna, o time marcou apenas cinco gols e levou inacreditáveis 18 - média de três gols sofridos por partida. No próximo sábado, às 16 horas, o Palmas tentará marcar seus primeiros pontos na última rodada da primeira fase contra o Guaraí, fora de casa.

Mas o karma do Palmas vai muito além destas seis partidas. Na verdade, o Palmas não vence há quase um ano. O último triunfo aconteceu justamente na rodada final da primeira fase no Estadual 2011. Na oportunidade, no dia 23 de abril, o Palmas ganhou aplausos ao bater o Gurupi, por 3 a 0, fora de casa. Ao todo são 12 jogos, com 11 derrotas e apenas um empate.

Que seca!
Situação parecida vive o Iraty no Campeonato Paranaense. O jejum do Iraty, porém, é maior e constrangedor. A seca do clube paranaense dura um ano e sete dias. A última vitória do Iraty foi no dia 23 de março de 2011, quando bateu o Cascavel, por 2 a 1.

Ao longo desta desastrosa campanha, o clube paranaense amargou 23 partidas sem vitórias, com 15 derrotas e apenas oito empates. Na temporada 2012, o Iraty acumula seis empates e 11 derrotas. Aproveitamento pífio de 11,7%. São apenas 12 gols marcados e 40 sofridos.

No próximo sábado, pela sétima rodada do returno do Estadual do Paraná, o Iraty tentará vencer a primeira. Mas do outro lado estará o Atlético, campeão do turno. O duelo acontecerá às 18h30.

Você, torcedor-internauta, acredita na salvação de algum destes clubes? Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

quinta-feira, 29 de março de 2012

Clube, cidade ou Estado?!

Pouco mais de uma semana após apresentar os clubes homônimos dos Campeonatos Estaduais 2012, o blog rbrito, nesta quinta-feira, traz a lista dos clubes que homenageiam Estados ou cidades. O blog rbrito só levou em consideração as competições em andamento. Todos os 24 Estaduais analisados têm, ao menos, um tributo. Apenas Amapá, Piauí e Roraima não deram o pontapé inicial na temporada 2012.

Mais no blog rbrito:
Clubes homônimos nos Estaduais: imitação ou homenagem?!

O Estado recordista em homenagens é o Espírito Santo. Dos dez clubes em disputa, seis são homônimos do Estado ou cidades. Para se ter uma ideia, há time com nome do Estado (Espírito Santo) e da capital (Vitória). Nesta lista há ainda Aracruz, Colatina, Linhares e Serra - todas cidades capixabas. Ao todo são 83 clubes-cidade-Estado nesta lista do blog rbrito.

Rio de Janeiro, Ceará, Paraná, São Paulo, Pernambuco e Tocantins aparecem com cinco homenagens cada. No clima de curiosidades, o blog rbrito anotou nove tributos aos Estados. Há clubes-Estados como Bahia, Espírito Santo, Ceará, Goiás, Maranhão, Paraíba, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

A lista de capitais é um pouco mais modesta, com seis presenças. São os clubes-capitais: Rio Branco, Vitória, Fortaleza, Cuiabá, São Paulo e Palmas. Sim! São Paulo entrou na lista como Estado e também como capital.

Tem mais...
A cidade de Guaratinguetá - distante a 175 Km da capital - entrou na lista, mesmo após o clube trocar de sede duzentas vezes. O Guará faz uma péssima campanha e luta contra o rebaixamento no Campeonato Paulista. Enquanto isso, há um clube de futebol, inspirado em uma cidade, que apelidou um jogador.

Ji-Paraná cidade, que deu nome a um clube de Rondônia, virou apelido de Junior Felício Marques. O jogador ganhou sua primeira oportunidade no Corinthians e depois passou pelo Internacional. Por fim, a cidade de Formosa, mesmo sendo goiana, entrou na lista dos clubes do Distrito Federal.

Formosa está a 280 Km de distância de Goiânia e apenas 78 Km de Brasília. Por conta disso, o clube Formosa disputa o Campeonato Brasiliense. Aliás, o Formosa foi campeão da Taça João Saldanha, que dá o "título" de terceiro colocado do primeiro turno (Veja o post aqui!).

Participe do blog rbrito! Opine aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os clubes com nome de cidades e Estados:

ACREANO
Rio Branco

ALAGOANO
Murici
Coruripe

AMAZONENSE
Iranduba
Manicoré

BAIANO
Bahia
Juazeiro
Camaçari
Itabuna

BRASILIENSE
Luziânia
Ceilândia
Formosa

CAPIXABA
Aracruz
Vitória
Espírito Santo
Colatina
Linhares
Serra

CARIOCA
Macaé
Resende
Nova Iguaçu
Volta Redonda
Duque de Caxias

CATARINENSE
Joinville
Criciúma
Camboriú
Brusque

CEARENSE
Fortaleza
Ceará
Crato
Crateús
Itapipoca

GAÚCHO
Veranópolis
Pelotas
Novo Hamburgo
Caxias

GOIANO
Goiás
Itumbiara
Morrinhos
Goianésia

MARANHENSE
Maranhão
Santa Quitéria
Viana
Bacabal

MATOGROSSENSE
Cuiabá
Rondonópolis
Sorriso
Barra do Garças

MINEIRO
Uberaba

PARAENSE
Cametá

PARAIBANO
Paraíba
Sousa

PARANAENSE
Londrina
Arapongas
Toledo
Paranavaí
Cianorte

PAULISTA
São Paulo
Santos
Mogi Mirim
Mirassol
Guaratinguetá

PERNAMBUCANO
Salgueiro
Petrolina
Serra Talhada
Belo Jardim
Araripina

POTIGUAR
Caicó

RONDONIENSE
Rolim de Moura
Vilhena
Ariquemes
Ji-Paraná

SERGIPANO
Itabaiana
Lagarto
Sergipe

SUL-MATOGROSSENSE
Maracaju
Ivinhema
Itaporã

TOCANTINENSE
Gurupi
Tocantinópolis
Guaraí
Tocantins
Palmas

MT em foco!

Dando sequência aos regulamentos problemáticos, o blog rbrito chega ao Campeonato Matogrossense. O site da Federação Matogrossense de Futebol (FMF) se organizou e foi possível fazer a análise da Edição 2012. Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe foram os outros Estados em destaque no blog rbrito.

Mais no blog rbrito:
DF em foco! Homenagens a Garrincha, Sócrates, João Saldanha e JK!

Nos próximos dias, o blog rbrito trará os regulamentos do Piauí e de Rondônia. Não será possível, por culpa exclusiva das Federações, analisar os regulamentos do Acre, Amapá, Roraima e Tocantins. Todos os outros Estados já passaram pelo blog rbrito.

Voltando ao Mato Grosso, serão dez participantes na Edição 2012: Barra do Garças, Atlético Campoverdense, Cuiabá - atual campeão -, Luverdense, Mixto, Palmeiras, Rondonópolis, Vila Aurora, Sorriso e União. O campeão estadual ganhará vaga na Série D do Campeonato Brasileiro 2012 e na Copa do Brasil 2013.

Regulamento:
Os dez clubes jogarão entre si em turno e returno. Os quatro primeiros colocados se classificarão. As semifinais e a final serão definidas em mata-mata com jogos de ida e volta. Em caso de empate na pontuação e no saldo de gols, os finalistas serão aqueles melhores colocados na primeira fase. Na decisão, em caso de empate, o campeão será definido nos pênaltis. Os dois últimos clube serão rebaixados.

Critérios de desempate:

a) maior número de vitórias;
b) maior saldo de gols;
c) maior número de gols pró;
d) maior número de pontos ganhos no confronto direto (entre duas associações);
e) maior saldo de gols no confronto direto (entre duas associações);
f) sorteio.

Ingressos:
A FMF não faz menção de valores de ingressos em seu regulamento, mas garante que "Os ingressos serão os oficiais fornecidos pela Federação" e que "Em todo o estádio que sediar jogos do Campeonato, será obrigatória a venda de ingressos do setor de menor valor com 50% (cinquenta por cento) de desconto, destinado à estudante devidamente credenciado, na quantidade de 30% (trinta por cento) da capacidade destinada a esse tipo de ingresso".

Curiosidade:
Nada de referência a bola de jogo e a emissora detentora de transmissão do Estadual. Sem perder tempo, o blog rbrito chega as curiosidades do Campeonato Matogrossense. Uma das regras é evitar que jogadores troquem de clube durante o Estadual.

Diz o Art. 21 "O atleta inscrito por uma associação, não poderá competir por outra associação, também participante do mesmo Campeonato, caso dele já tenha participado".

O Art. 28 é interessante por mostrar respeito ao clube visitante. Eu só gostaria de saber se isso realmente acontece em um clássico de extrema rivalidade ou em algum jogo que acaba em discórdia?

"Em todos os jogos a associação local, deverá designar um membro de sua Diretoria, para prestar assistência à associação visitante, até a sua reirada do estádio".

Antes de falarmos do próximo artigo, a FMF segue a risca o que manda a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e garante W.O. por placar de 3 a 0. Mas a punição para agressão física - tentada ou consumada - não é lá estas coisas. Clube e jogador podem perder cinco mandos de campo e ser suspenso por cinco jogos, respectivamente. Em caso de reincidência, a punição será dobrada.

Enquanto isso, o Art. 56 é óbvio, mas é sempre bom deixar explícito. "Parágrafo único - Os oficiais [árbitros] com grau de parentesco com membros dos clubes e/ou patrocinadores, inclusive com vinculação trabalhista, estarão automaticamente impedidos de atuar".

Para fechar, o Estado do Mato Grosso, ao contrário da FIFA e dos políticos em Brasília, é contra a venda de bebida alcoólica nos estádios. Palmas para os dirigentes matogrossenses.

"Art. 61 - Fica proibida a venda e o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios que sediem partidas de futebol profissional integrantes das competições coordenadas tecnicamente pela Federação Matogrossense de Futebol, cujas partidas são organizadas pelas entidades de prática desportiva detentoras do mando de jogo (clubes)".

Site: http://www.fmfmt.com.br/

Ajude a fazer o blog rbrito! Mande sugestões! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

quarta-feira, 28 de março de 2012

Na caça!

Outros clubes considerados grandes tiveram a oportunidade de jogarem em casa na Copa do Brasil, mas não foram páreo para o Independente. O time do Pará - eliminado na primeira fase pelo São Paulo - segue na liderança do ranking de público pagante. O blog rbrito, sempre com a colaboração de Marcos Neves, traz, nesta quarta-feira, a atualização de público na Copa BR.

Mais no blog rbrito:
Pela primeira vez, Santa Cruz não lidera ranking de público!

Ranking de público das Séries A1, A2 e A3 do Campeonato Paulista!

O Grêmio passou sufoco em campo, mas foi o time que mais se aproximou da média do Independente. O Tricolor gaúcho eliminou o River Plate-SE com a presença de 16.719 pagantes. Atual campeão paraense, o Independente está no topo, com média de 22.184 pagantes.

Com a presença do Grêmio, o São Paulo caiu para o terceiro lugar (15.404). Na quarta colocação temos outro Tricolor. O Fortaleza mostrou sua tradicional força nas arquibancadas e arrastou 12.439 pagantes ao estádio. O Tricolor cearense lidera o Campeonato Estadual.

Outros dois clubes que ultrapassaram o Santa Cruz (9.849) - eliminado na primeira fase - foram Palmeiras e Coritiba. O Verdão ostenta média de 11.143 pagantes, contra 11.079 do Coxa. Os dois clubes estão classificados à segunda fase.

Coruripe-AL (8.813), Goiás (8.110) e Vitória (7.165) completam o Top 10 no ranking de público pagante na Copa do Brasil. A grande decepção da semana foi o Botafogo. Além de eliminar o Treze-PB apenas nos pênaltis, o time de Oswaldo de Oliveira amargou um público de apenas 3.086 pagantes.

Falando em públicos pífios chegamos ao lanterna Madureira. Na derrota, por 2 a 0, para o Criciúma, só 93 pagantes foram ao estádio. Uma posição acima está outro clube do Rio de Janeiro, comprovando, mais uma vez, o fracasso de público no Estado.

O Boavista amarga a penúltima colocação, com média de 140 pagantes, contra 226 do Trem-AP. São Mateus-ES (266), América-MG (269), Sapucaiense-RS (296), Aquidanuaense-MS (585), Auto Esporte-PB (773), América-RN (829) e Portuguesa-SP (987) são os outros clubes com média abaixo de mil pagantes.

No geral, em 53 jogos, a Copa do Brasil ostenta média modesta de 4.245 pagantes e público total de 225.000.

Legenda:
Os números em vermelho ainda não foram confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais e da Copa do Brasil. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

terça-feira, 27 de março de 2012

É só seguir bons exemplos!

Audax, Red Bull, Atlético Sorocaba, São Bernardo, Ferroviária, Penapolense, Noroeste e União Barbarense se classificaram à segunda fase da Série A2 do Campeonato Paulista. Mas nem todos conseguem aliar boa campanha em campo com arquibancadas cheias, como mostra o blog rbrito - sempre com a colaboração de Marcos Neves, nesta terça-feira.

Mais no blog rbrito:
Dentro das séries! Ranking de público separado em A1, A2 e A3!

Tradição Re-Pa! Clássico antigo e arquibancadas lotadas!

Antes de falarmos do líder no ranking de público da Série A2, vamos destacar a subida do Noroeste, que ganhou duas posições e ocupa a vice-liderança. No geral, o Norusca está no 20º lugar, com média de 1.606 pagantes, contra 3.147 do primeiro colocado São Bernardo.

Outro time bem em campo e nas arquibancadas é a Ferroviária. A Ferrinha está na terceira posição da A2, com média de 1.577 pagantes. Sem falar que a Ferroviária foi a responsável pelo maior público na rodada (4.203). O União Barbarense (1.387) é o último classificado que joga com o apoio de seu torcedor.

A partir de agora, a situação fica complicada. O Audax tem a melhor campanha, mas joga com estádios vazios. O time do técnico Antônio Carlos Zago tem a terceira pior média de público entre os 60 clubes das Séries A, A2 e A3 - 160 pagantes.

O Red Bull é outro clube esquecido pela torcida. Com média de 242 pagantes, o time de Campinas ocupa a vice-liderança na tabela de classificação. Atlético Sorocaba (361) e Penapolense (685) completam os clubes bem em campo, mas fracos nas arquibancadas.

Assim que se faz...
A situação na elite do Paulistão é completamente diferente. São Paulo, Corinthians e Palmeiras já carimbaram o passaporte para a próxima fase e sempre contam com estádios cheios. Dono da melhor média de pagantes (18.128), o Corinthians conseguiu o maior público da rodada - 29.284 pagantes.

O São Paulo, por sua vez, primeiro colocado na classificação, aparece na vice-liderança, com média de 13.342 pagantes, contra 12.106 do Palmeiras. O Botafogo segue sendo o melhor time do interior (6.352). Uma posição acima está o Santos (9.539).

Não faz assim...
Como na Série A3 ainda não há classificados, o blog rbrito focou no pior público da rodada. Mais uma vez estamos falando do Taboão da Serra. Lanterna no geral, o Taboão da Serra amargou um público de míseros 19 pagantes na vitória, por 1 a 0, sobre o Independente.

Ao todo foram colocados à venda 200 ingressos, sendo 100 entradas inteira e 100 meia-entrada. Cinco pessoas pagaram inteira (R$ 10) e 14 desembolsaram R$ 5,00. A arrecadação foi de míseros R$ 120 e prejuízo na renda de R$ - 692,69. Ah, o Taboão da Serra também amarga a última colocação na classificação, com apenas 13 pontos - cinco a menos que o primeiro fora da degola.

Que decepção!
A média geral das Séries A1, A2 e A3 está no fundo do poço. Em 483 partidas com a presença do torcedor, a média é de apenas 2.182 pagantes e público total de 1.053.938. Estes números só não são piores por causa da Série A1.

A elite do Paulistão tem a melhor média entre as três divisões (5.397). Em 150 jogos, o público total é de 809.493. Na Série A2, com 177 partidas, a média cai para 866 pagantes e total de 153.354. Pior mesmo só na Série A3. São 156 duelos, com média de 584 e total de 91.091 pagantes.

Explicações!
Os clubes da Série A1 são representados pela cor azul. Enquanto isso, o verde traz os clubes da Série A2 e a Série A3 está em amarelo. Os números em vermelho ainda não foram confirmados pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

Na Série A2, o Santo André atuou duas partidas com os portões fechados, uma a mais que o Atlético Sorocaba. Já o Taboão da Serra, na Série A3, perdeu um jogo por W.O. e atuou outra partida com portões fechados. Guaçuano e Osvaldo Cruz acumulam um duelo cada sem a presença de torcida.

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Tradição Re-Pa!

O clássico paraense entre Remo e Paysandu é o oitavo mais antigo do Brasil. O Re-Pa ou Clássico-Rei da Amazônia teve início na temporada de 1914. No último domingo, os rivais empataram sem gols pelo Campeonato Paraense. O jogo foi visto por 30.220 pagantes. Este é o quarto maior público no Brasil em 2012 - ganha do Ba-Vi, mas perde para Santa Cruz x Sport, São Paulo x Santos e Vasco x Fluminense.

Mais no blog rbrito:
Contradições paraenses! Bem na arquibancada e mal em campo!

Vocês conseguem me ouvir? Campanhas e públicos bons em casa!

Embalado por estes bons públicos e a pedido do torcedor-internauta Antônio Valentim (@ANTONvalentim), o blog rbrito, nesta terça-feira, apresenta o ranking de público pagante do Estadual do Pará. Até aqui, o Paraense ostenta média de 3.911 pagantes e total de 211.206. A Federação Paraense de Futebol (FPF), porém, ainda precisa confirmar o público da vitória do Paysandu sobre o Águia (3.073).

Voltando ao ranking, temos uma mudança na liderança. Se na atualização passada, o Paysandu estava no topo, desta vez o primeiro lugar é do rival Remo. O Leão subiu sua média de 8.072 para 10.662 pagantes. O total de público do Remo também é superior aos rivais (74.632).

Na segunda colocação está o Paysandu. O Papão viu sua média de público cair de 9.128 para 7.070 pagantes. Assim como o Remo, o Paysandu ostenta seu maior público na competição durante o Re-Pa. Mas ao contrário do rival, o Paysandu conseguiu vencer o clássico - 2 a 0, sob os olhares de 26.706 pagantes.

O restante do ranking não sofreu alterações. O São Raimundo completa o Top 3, seguido por São Francisco, Cametá - campeão do primeiro turno -, Independente, Águia e o lanterna Tuna Luso. Apenas o último colocado não ultrapassa a marca de mil pagantes (890).

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira o ranking de público do Paraense 2012:

1 - REMO (TOTAL: 74.632 / MÉDIA: 10.662)

Remo 1 x 0 Águia (10.201)
Remo 1 x 0 São Raimundo (8.525)
Remo 1 x 2 Tuna Luso (5.489)
Remo 4 x 2 Águia (9.997)
Remo 2 x 1 Independente (4.609)
Remo 2 x 0 Cametá (5.591)
Remo 0 x 0 Paysandu (30.220)

2 - PAYSANDU (TOTAL: 42.418 / MÉDIA: 7.070)

Paysandu 1 x 2 Cametá (2.544)
Paysandu 2 x 1 Tuna Luso (1.652)
Paysandu 2 x 0 Remo (26.706)
Paysandu 0 x 1 São Raimundo (5.611)
Paysandu 0 x 3 São Francisco (2.832)
Paysandu 2 x 1 Águia (3.073)

3 - SÃO RAIMUNDO (TOTAL: 26.368 / MÉDIA: 4.395)

São Raimundo 1 x 1 São Francisco (10.423)
São Raimundo 2 x 1 Tuna Luso (2.868)
São Raimundo 2 x 2 Independente (4.513)
São Raimundo 1 x 1 Cametá (2.494)
São Raimundo 2 x 1 Remo (3.824)
São Raimundo 2 x 2 Águia (2.246)

4 - SÃO FRANCISCO (TOTAL: 21.637 / MÉDIA: 3.606)

São Francisco 2 x 1 Paysandu (4.223)
São Francisco 1 x 1 Cametá (4.896)
São Francisco 2 x 0 Remo (1.978)
São Francisco 1 x 0 São Raimundo (4.140)
São Francisco 3 x 3 Independente (2.650)
São Francisco 2 x 0 Tuna Luso (3.750)

5 - CAMETÁ (TOTAL: 14.257 / MÉDIA: 2.037)

Cametá 1 x 0 Independente (2.964)
Cametá 2 x 2 Remo (1.420)
Cametá 0 x 0 Águia (1.712)
Cametá 3 x 0 Tuna Luso (1.482)
Cametá 4 x 1 Águia (4.433)
Cametá 0 x 0 Paysandu (1.697)
Cametá 6 x 4 São Francisco (549)

6 - INDEPENDENTE (TOTAL: 11.396 / MÉDIA: 1.899)

Independente 1 x 2 Tuna Luso (2.339)
Independente 0 x 1 Remo (1.944)
Independente 1 x 1 São Francisco (1.137)
Independente 1 x 2 Paysandu (1.932)
Independente 2 x 0 Cametá (2.461)
Independente 1 x 3 São Raimundo (1.583)

7 - ÁGUIA (TOTAL: 14.264 / MÉDIA: 1.585)

Águia 3 x 1 São Raimundo (1.181)
Águia 2 x 1 Paysandu (1.697)
Águia 3 x 2 São Francisco (1.163)
Águia 1 x 2 Independente (1.231)
Águia 3 x 0 Remo (3.154)
Águia 3 x 1 Cametá (3.232)
Águia 1 x 4 Remo (1.322)
Águia 2 x 1 Tuna Luso (721)
Águia 3 x 0 Cametá (563)

8 - TUNA LUSO (TOTAL: 6.234 / MÉDIA: 890)

Tuna Luso 0 x 1 Águia (794)
Tuna Luso 3 x 1 São Francisco (345)
Tuna Luso 1 x 1 Cametá (814)
Tuna Luso 4 x 1 Cametá (1.300)
Tuna Luso 1 x 3 Independente (295)
Tuna Luso 0 x 3 Paysandu (2.472)
Tuna Luso 3 x 1 São Raimundo (214)

segunda-feira, 26 de março de 2012

Arapongas no meio do caminho!

Nos últimos dois anos, o Coritiba não teve dificuldades para derrotar o Arapongas. Desde 2010, foram três jogos com duas vitórias (2 a 0 e 4 a 1) e um empate (1 a 1). Mas no último domingo, o Arapongas deu o troco e, com o triunfo, por 2 a 0, acabou com a invencibilidade do Coxa de 48 jogos no Campeonato Paranaense.

O Coritiba não perdia para seus rivais locais há mais de dois anos. A última derrota tinha sido no longínquo 21 de fevereiro de 2010, quando, pela nona rodada, o Coxa caiu diante do Paraná, por 1 a 0. Ao todo foram 41 vitórias e nove empates. Em 2012, o Coritiba apresentava 11 triunfos e apenas quatro empates.

Nestes 48 jogos invictos, o Coxa balançou as redes em 122 oportunidades. Média de 2,54 tentos por partida. Por outro lado, o sistema defensivo alviverde levou apenas 33 gols (0,68).

“Nós entramos muito mal, o adversário foi jogar e nós ficamos olhando. Acabamos perdendo um jogador, um jogador a menos, esse calor, acabou complicando. Lamentamos, somos todos responsáveis, principalmente eu que escalo o time e escolho as possibilidades. Eu sempre valorizo o trabalho do adversário. Eu vi um Coritiba muito mal. Nós olhamos eles jogarem desde o início. Foi muito pouco o que fizemos para  um grupo que quer uma temporada de coisas importantes”, disse o técnico Marcelo Oliveira em entrevista coletiva.

Aliás, a boa fase do Coxa se deve ao trabalho de Marcelo Oliveira. Na temporada passada, ele contribuiu para o Coritiba entrar no livro dos recordes ao completar 24 vitórias consecutivas. Em 2011, o Coxa também foi vice-campeão da Copa do Brasil.

Na segunda colocação, com 12 pontos - três a menos que o líder Londrina -, o Coritiba briga para ser campeão do returno e manter o sonho do tricampeonato estadual. O primeiro turno foi vencido pelo rival Atlético. O próximo desafio, válido pela sexta rodada, será no Couto Pereira, em Curitiba, contra o Londrina, nesta quarta-feira, às 19h30.

De acordo com números do próprio clube, Coxa e Londrina já se enfrentaram 111 vezes. Ao todo foram 52 vitórias do Coritiba, 29 empates e 30 triunfos do Londrina. O torcedor coxa-branca festejou 156 gols, contra 96 do adversário.

O Coritiba será campeão estadual? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os jogos da então invencibilidade do Coritiba:

2010
CORITIBA 4 x 1 Nacional
Atlético-PR 1 x 1 CORITIBA
CORITIBA 0 x 0 Corinthians
Cascavel 0 x 0 CORITIBA
CORITIBA 1 x 0 Paraná
CORITIBA 2 x 1 Corinthians
CORITIBA 4 x 1 Paranavaí
CORITIBA 3 x 1 Iraty
CORITIBA 2 x 0 Operário
CORITIBA 2 x 0 Atlético-PR
CORITIBA 2 x 1 Cascavel

2011
Operário 0 x 1 CORITIBA
CORITIBA 3 x 1 Paranavaí
Paraná 1 x 1 CORITIBA
CORITIBA 1 x 0 Cascavel
Arapongas 1 x 1 CORITIBA
CORITIBA 5 x 0 Iraty
Rio Branco 1 x 4 CORITIBA
Corinthians 1 x 2 CORITIBA
CORITIBA 3 x 0 Roma
CORITIBA 4 x 2 Atlético-PR
Cianorte 1 x 2 CORITIBA
CORITIBA 3 x 2 Operário
Paranavaí 0 x 3 CORITIBA
CORITIBA 4 x 2 Paraná
Cascavel 0 x 3 CORITIBA
CORITIBA 2 x 0 Arapongas
Iraty 2 x 4 CORITIBA
CORITIBA 6 x 2 Rio Branco
CORITIBA 1 x 0 Corinthians
Roma 1 x 4 CORITIBA
Atlético-PR 0 x 3 CORITIBA
CORITIBA 2 x 0 Cianorte

2012
Toledo 0 x 2 CORITIBA
CORITIBA 2 x 0 Corinthians
CORITIBA 5 x 1 Iraty
Paranavaí 1 x 3 CORITIBA
CORITIBA 4 x 1 Arapongas
Londrina 1 x 1 CORITIBA
CORITIBA 1 x 1 Rio Branco
Cianorte 1 x 1 CORITIBA
CORITIBA 4 x 1 Operário
Atlético 0 x 0 CORITIBA
CORITIBA 5 x 0 Roma
CORITIBA 1 x 0 Toledo
Corinthians 1 x 2 CORITIBA
Iraty 1 x 5 CORITIBA
CORITIBA 3 x 1 Paranavaí

Hora da verdade!

A rivalidade regional ganha destaque nos Campeonatos Estaduais. Mas há outro embate que sempre chama a atenção. São os duelos dos clubes do interior contra os da capital. O pessoal do interior sempre reclama de um suposto favorecimento aos chamados grandes. O blog rbrito, nesta segunda-feira, colocará um tempero a mais nesta disputa.

Mais no blog rbrito:
A lista dos pênaltis a favor dos clubes no Paulistão!

Ao invés de mostrar os pênaltis a favor dos clubes no Campeonato Paulista, o blog rbrito traz o levantamento das penalidades máximas contra os 20 clubes do Estadual de São Paulo. E a lista vai servir de argumento para os clubes do interior. A diferença é gigantesca.

O Paulista pode ser considerado o clube mais afoito ou o mais prejudicado pela arbitragem. O Galo do Japí já teve 11 pênaltis contra durante as 15 rodadas disputadas até agora. De todas estas infrações, seis aconteceram no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí. Dos chamados grandes, apenas o São Paulo bateu um pênalti contra o Paulista - Willian José balançou as redes na oitava rodada. Ao todo foram dez gols.

A segunda colocação é de outro clube do interior. Lanterna, com apenas oito pontos, o Comercial voltou à elite e já ficou nove vezes na torcida por seu goleiro. Destes nove pênaltis contra, quatro não balançaram as redes. Aliás, na derrota, por 1 a 0, para a Ponte Preta, o goleiro Alex defendeu duas penalidades. Em relação aos grandes, apenas o Corinthians bateu um pênalti no Leão e marcou com Emerson.

Para fechar o Top 3 deste desagradável ranking, chamamos o Linense para o pódio. O Elefante da Noroeste cometeu cinco pênaltis. Dos grandes, apenas o Santos bateu uma infração na área. Mas Alan Kardec errou a cobrança. Mirassol e São Caetano aparecem logo depois no ranking, com quatro cobranças cada.

Com a mesma quantidade está o Palmeiras. Dos quatro chamados grandes, o Verdão foi o que mais se complicou no quesito. Todas as quatro penalidades acabaram dentro do gol, incluindo um pênalti convertido por Willian José, do São Paulo. Corinthians e Santos estão na parte inferior da tabela, com apenas dois pênaltis contra.

Já o São Paulo servirá como outro argumento para os clubes do interior. De todos os 20 clubes do Paulistão, apenas o Tricolor paulista não teve, sequer, um pênalti contra. Guarani, Ituano, Ponte Preta e XV de Piracicaba aparecem na lista com uma penalidade máxima contra o próprio patrimônio.

Outras curiosidades!
O Mirassol cometeu quatro pênaltis em 15 rodadas. Mas o que chama a atenção é que todas as infrações foi quando o time atuou como mandante. E em todas estas partidas o Mirassol não saiu vencedor - um empate e três derrotas.

O São Paulo pode ser o clube que ainda não cometeu pênaltis, mas não é o único que não levou gol em cobranças de penalidade máxima. O Guarani, com um pênalti contra, viu Guilherme, da rival Ponte Preta, chutar a bola na trave, no último sábado, durante o dérbi de Campinas.

No geral, são 64 pênaltis anotados em 15 rodadas. Média de 4,26 penalidades máximas por rodada. De todas estas infrações, 14 não balançaram as redes.

Seu clube tem sido prejudicado pelos árbitros? Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os pênaltis que foram marcados contra seu clube no Paulistão:

1 - PAULISTA (11)

Paulista 0 x 1 Botafogo (Léo Gonçalves / 9ª rodada)
Paulista 3 x 1 Catanduvense (Alex Willian / 5ª rodada)
Guarani 2 x 1 Paulista (Fumagalli / 7ª rodada)
Paulista 2 x 1 Guaratinguetá (Lúcio Flávio / 12ª rodada)
Ituano 3 x 2 Paulista (Anderson Salles / 11ª rodada)
Paulista 1 x 2 Linense (Lenílson / 10ª rodada)
Mirassol 1 x 2 Paulista (Xuxa / 4ª rodada)
Oeste 2 x 1 Paulista (Marcinho Beija-Flor / 15ª rodada)
São Paulo 3 x 1 Paulista (Willian José / 8ª rodada)
Paulista 2 x 1 XV de Piracicaba (Adilson marcou e André Cunha errou / 14ª rodada)

2 - COMERCIAL (9)

Botafogo 1 x 2 Comercial (Paulinho errou / 3ª rodada)
Bragantino 2 x 1 Comercial (Lincom / 11ª rodada)
Comercial 3 x 3 Corinthians (Emerson / 14ª rodada)
Comercial 0 x 1 Ituano (Anderson Salles / 13ª rodada)
Comercial 3 x 4 Linense (Lenílson e Neto / 1ª rodada)
Comercial 1 x 3 Mogi Mirim (Hernane errou / 5ª rodada)
Ponte Preta 1 x 0 Comercial (Roger errou e Renato Cajá errou / 12ª rodada)

3 - LINENSE (5)

Comercial 3 x 4 Linense (Rossato e Fernando Gaúcho / 1ª rodada)
Linense 4 x 2 Guaratinguetá (Lúcio Flávio / 5ª rodada)
Ituano 2 x 3 Linense (Anderson Salles / 12ª rodada)
Santos 4 x 1 Linense (Alan Kardec errou / 7ª rodada)

4 - MIRASSOL (4)

Mirassol 2 x 2 Mogi Mirim (Felipe / 12ª rodada)
Mirassol 1 x 2 Paulista (Danilo Gomes / 4ª rodada)
Mirassol 1 x 3 Santos (Borges / 8ª rodada)
Mirassol 0 x 1 São Paulo (Willian José errou / 15ª rodada)

PALMEIRAS (4)

Bragantino 1 x 2 Palmeiras (Wellington / 1ª rodada)
Catanduvense 1 x 1 Palmeiras (Osny / 3ª rodada)
Palmeiras 1 x 1 Oeste (Mazinho / 9ª rodada)
Palmeiras 3 x 3 São Paulo (Willian José / 10ª rodada)

SÃO CAETANO (4)

Ituano 2 x 2 São Caetano (Tiago Bezerra / 14ª rodada)
São Caetano 2 x 2 Mirassol (Xuxa [2] / 13ª rodada)
São Caetano 1 x 1 Portuguesa (Vandinho / 10ª rodada)

7 - BOTAFOGO (3)

Botafogo 2 x 6 Palmeiras (Barcos / 13ª rodada)
Portuguesa 3 x 0 Botafogo (Léo Silva / 7ª rodada)
Botafogo 1 x 4 Santos (Neymar / 6ª rodada)

GUARATINGUETÁ (3)

Guaratinguetá 2 x 1 Botafogo (Camilo / 4ª rodada)
Portuguesa 2 x 1 Guaratinguetá (Marcelo Cordeiro / 3ª rodada)
XV de Piracicaba 2 x 0 Guaratinguetá (Adilson errou / 15ª rodada)

MOGI MIRIM (3)

Comercial 1 x 3 Mogi Mirim (Elionar Bombinha errou / 5ª rodada)
Mogi Mirim 1 x 1 Corinthians (Emerson / 6ª rodada)
Mogi Mirim 1 x 3 Ponte Preta (Renato Cajá / 3ª rodada)

OESTE (3)

Guarani 2 x 1 Oeste (Fumagalli / 1ª rodada)
Oeste 3 x 2 Portuguesa (Ricardo de Jesus / 14ª rodada)
XV de Piracicaba 2 x 1 Oeste (André Cunha / 5ª rodada)

PORTUGUESA (3)

Bragantino 1 x 1 Portuguesa (Romarinho errou / 4ª rodada)
Mogi Mirim 3 x 1 Portuguesa (Hernane / 11ª rodada)
São Caetano 1 x 1 Portuguesa (Marcelo Costa / 10ª rodada)

12 - BRAGANTINO (2)

Ponte Preta 5 x 1 Bragantino (Renato Cajá errou / 2ª rodada)
Bragantino 3 x 3 São Paulo (Jadson / 9ª rodada)

CATANDUVENSE (2)

Corinthians 2 x 1 Catanduvense (Alex errou / 11ª rodada)
Paulista 3 x 1 Catanduvense (Danilo Gomes / 5ª rodada)

CORINTHIANS (2)

Corinthians 1 x 1 Guarani (Fumagalli / 13ª rodada)
Corinthians 1 x 0 São Paulo (Jadson errou / 7ª rodada)

SANTOS (2)

São Paulo 3 x 2 Santos (Luis Fabiano / 14ª rodada)
XV de Piracicaba 1 x 1 Santos (André Cunha / 1ª rodada)

16 - GUARANI (1)

Ponte Preta 1 x 1 Guarani (Guilherme errou / 15ª rodada)

ITUANO (1)

Ituano 2 x 3 Linense (Lenílson / 12ª rodada)

PONTE PRETA (1)

Ponte Preta 1 x 1 Guarani (Fumagalli / 15ª rodada)

XV DE PIRACICABA (1)

XV de Piracicaba 2 x 1 Oeste (Tadeu / 5ª rodada)

20 - SÃO PAULO (0)

domingo, 25 de março de 2012

Mau Humor FC 108!

A Federação Paulista de Futebol (FPF), na teoria, proibiu a presença de quatro torcidas organizadas de Guarani e Ponte Preta no dérbi de Campinas que foi realizado, neste sábado, e terminou empatado, por 1 a 1, pelo Campeonato Paulista. Mas o veto não irá adiantar nada como vocês, torcedores-internautas, perceberão na seção Mau Humor FC 108.

Mais no blog rbrito:
FIFA, Mano Menezes, Adriano, diretoria do Ceará e muito mais!

Na prática, a FPF proibiu apenas vestimentas de organizadas. Os bandidos infiltrados poderão entrar no estádio, desde que estejam com outro fardamento. Atitudes paliativas até que outra pessoa morra. Para quem não sabe, dias atrás, Anderson Ferreira foi morto durante um confronto entre torcidas organizadas de Ponte Preta e Guarani. Detalhe: a briga aconteceu após um jogo das categorias de base.

Medidas como a da FPF estão ultrapassadas e não colaboram em nada na questão segurança. Bandido que é bandido vai matar com ou sem uniforme de organizada. A proibição e até a prisão devem ser constantes. Polícia, Federação e clubes devem agir juntos. Passou da hora de termos medidas drásticas em relação a violência no futebol.

Futebol é esporte e espaço para torcer, não brigar. No clássico entre São Paulo e Santos tivemos mais brigas e emboscadas. Estou falando apenas dos episódios recentes. A violência que, agora, ocorre fora dos estádios, nas intermediações das arenas, está em todo o país e sempre com as organizadas no meio.

Os clubes precisam parar de dar ingresso a estes integrantes. Os clubes são culpados, sim, pela violência de seus torcedores. Já teve clube que destinou renda de jogo para o carnaval de sua organizada. Um absurdo! Enquanto não tivermos punições severas, veremos mortes atrás de mortes.

Voltando a nota divulgada pela FPF em relação a "proibição" de organizadas nos estádios, há um trecho que me chamou bastante atenção. Diz a nota: "A Federação Paulista de Futebol informa que neste sábado, 24 de março, retoma o controle de acesso em todos os estádios do Estado dos torcedores membros de torcidas organizadas cadastrados anteriormente". Mais adiante a FPF escreve "O recadastramento de novos torcedores deve ter reinício em breve".

Quer dizer que precisou morrer um torcedor para a FPF voltar o controle de organizadas? Então o cadastro não estava servindo para nada? E pior que é assim mesmo. É sempre assim. Não que o recadastramento seja uma ideia inovadora e que acabará com a violência, mas pelo menos ajuda a identificação dos bandidos.

Enfim, todos sabem que algo deve ser feito. Mas nem todos querem agir. Os clubes não querem brigar com seus torcedores e as Federações não querem entrar em rota de colisão com os clubes. Assim resta apenas a polícia contra os marginais. Enquanto estas três frentes não agirem juntas, não teremos o futebol sem violência.

Em tempos...
Acompanho a Folha de S. Paulo diariamente, mesmo o jornal tendo transformado a parte esportiva em tabloide e brincadeiras. Mas não é neste ponto que quero tocar. A capa do jornal deste sábado foi sobre o dérbi campineiro. Um grande passo para um jornal que foca apenas nos chamados grandes. O foco da matéria, porém, foi sobre a violência no dérbi.

Nada contra o jornal dar ênfase a este fato, mas não entendo o motivo para a Folha não ter feito o mesmo com o acesso da Ponte Preta na Série B do Campeonato Brasileiro e até mesmo com a boa fase do Guarani, quando o Bugre assumiu a vice-liderança no Paulistão. A Folha e tantos outros órgãos de imprensa precisam entender que são lidos por torcedores de vários clubes e não apenas aqueles da capital. Respeitar o leitor deveria ser o lema de todo meio de comunicação. #ficaadica

Deixe o mau humor falar por você neste domingo! Critique! Proteste! Opine aqui no blog rbrito ou através do twitter (@rbrito1984)

sábado, 24 de março de 2012

Um clique XIV!

O blog rbrito voltou a trazer, para os torcedores-internautas, um post sobre invencibilidade. Também buscamos os clubes homônimos, assim como rankings de público, regulamento estadual e muito mais. O blog rbrito criou a seção Um clique! para elencar todos os posts que agitaram a semana, assim como seus links. Tudo para facilitar a vida de vocês, caros torcedores-internautas.

Mais no blog rbrito:
Queda de Ricardo Teixeira e posts diversos pelo país!

Para sair da mesmice - olha que ironia -, o blog rbrito foi em busca dos clubes sem imaginação ou aqueles que preferiram prestar homenagens. Trouxemos a lista de clubes homônimos que disputam a elite dos Campeonatos Estaduais. Ainda na segunda-feira, o blog rbrito montou o ranking com as médias de gols dos 20 clubes do Campeonato Brasileiro da Série A.

Relembre o post Homônimos!

Relembre o post Preparar... apontar... fogo!

TERÇA-FEIRA
A terça-feira foi dia de ranking de público. E, pela primeira vez, um ranking que contava com a participação do Santa Cruz não tinha o clube pernambucano na liderança. O líder nas médias de pagantes da Copa do Brasil é surpreendente. Mais tarde foi a vez do tradicional ranking de público das Séries A1, A2 e A3 do Campeonato Paulista. Desta vez apresentamos de forma diferente.

Relembre o post Desta vez, não!

Relembre o post Dentro das séries!

QUARTA-FEIRA
Único invicto no Paulistão, o Palmeiras não perde desde a temporada passada. O blog rbrito foi buscar os números que comprovam a evolução do time de Luiz Felipe Scolari. Ainda sobrou tempo de mostrarmos os públicos do Campeonato Catarinense. O atual campeão está em baixa.

Relembre o post Encaixou, Felipão?!

Relembre o post Campeão esquecido...

QUINTA-FEIRA
A quinta-feira serviu para mostrar, de novo, os públicos modestos do Campeonato Carioca. Apenas o líder Vasco supera a marca de dez mil pagantes. Flamengo e Fluminense estão em situações deprimentes. Para fechar o dia, o blog rbrito trouxe curiosidades, homenagens - a Sócrates, Garrincha, João Saldanha e JK - e muito mais na análise do regulamento do Campeonato Brasiliense.

Relembre o post Samba, sim! Futebol, não!

Relembre o post DF em foco!

SEXTA-FEIRA
Na sexta-feira, como o post entrou mais tarde do que o normal, demos prioridade apenas ao ranking de público do Campeonato Pernambucano. Neste, o Santa Cruz lidera com folga. Graças ao programa Todos com a Nota, os estádios pernambucanos estão sempre cheios.

Relembre o post Vocês conseguem me ouvir?

O que você gostaria de ver no blog rbrito? Opine! Mande suas sugestões aqui ou pelo www.twitter.com/rbrito1984

sexta-feira, 23 de março de 2012

Vocês conseguem me ouvir?

O título deste post é um trecho da música "Ich Will (Eu Quero)", da banda alemã Rammstein. Este trecho cabe muito bem nas campanhas de Náutico e Salgueiro como mandantes no Campeonato Pernambucano. Nesta sexta-feira, o blog rbrito apresentará a atualização do ranking de público pagante do Estadual de Pernambuco.

Mais no blog rbrito:
Queda acentuada! Ranking pernambucano em sua última atualização!

Samba, sim! Futebol, não! Cariocão em queda livre!

Apenas estes dois clubes ainda não perderam em casa. Os jogadores não só escutam seus apaixonados torcedores, como compreendem e se superam a cada jogo diante de suas torcidas. Com este apoio e esta campanha impecável em casa, a dupla está no G4, assim como Sport e Santa Cruz.

No ranking de público, o Náutico, que venceu sete vezes e empatou apenas uma como mandante, aparece no terceiro lugar, com média de 10.422 pagantes. O público total do Timbu no Estádio dos Aflitos, em Recife, é de 83.375. O Salgueiro aparece duas posições abaixo.

Apesar de estar fora do G4 do ranking de público, o Salgueiro tem campanha melhor do que a do Náutico em casa. O time ostenta 100% de aproveitamento - oito vitórias em oito jogos. Com total de público de 62.477 pagantes, o Salgueiro apresenta média de 7.810.

A liderança ainda segue tranquila nas mãos do Santa Cruz, que recebeu um duro golpe - em campo e nas arquibancadas - na Copa do Brasil (Veja o post aqui!). O Tricolor tem a incrível marca de 22.657 pagantes. Para se ter uma ideia, o público total do Tricolor pernambucano (181.257) é superior a soma do público total de Náutico e Salgueiro (145.852).

O Sport, por sua vez, está na vice-liderança. Responsável por acabar com a invencibilidade do Santa Cruz em casa, o Leão tem média de 16.395 pagantes e total de 147.557. Para fechar o Top 5, o Central ocupa o quarto lugar, com média de 7.845 pagantes.

O Campeonato Pernambucano, com a colaboração do programa Todos com a Nota, é um dos mais vistos no Brasil. Até agora, a média é de 7.903 pagantes, com público total de 813.969.

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira o ranking de público do Pernambucano 2012:

1 - SANTA CRUZ (TOTAL: 181.257 / MÉDIA: 22.657)

Santa Cruz 2 x 1 Belo Jardim (27.339)
Santa Cruz 2 x 0 Ypiranga (23.214)
Santa Cruz 0 x 0 Central (23.797)
Santa Cruz 3 x 1 Porto (21.385)
Santa Cruz 1 x 3 Sport (35.935)
Santa Cruz 6 x 0 Petrolina (8.903)
Santa Cruz 2 x 0 Serra Talhada (14.392)
Santa Cruz 2 x 0 Salgueiro (26.292)

2 - SPORT (TOTAL: 147.557 / MÉDIA: 16.395)

Sport 0 x 0 América (22.834)
Sport 2 x 1 Petrolina (11.497)
Sport 4 x 3 Náutico (19.943)
Sport 0 x 1 Ypiranga (13.650)
Sport 4 x 2 Porto (12.243)
Sport 2 x 1 Central (18.554)
Sport 3 x 2 Belo Jardim (14.476)
Sport 2 x 1 Araripina (12.873)
Sport 0 x 0 Salgueiro (21.487)

3 - NÁUTICO (TOTAL: 83.375 / MÉDIA: 10.422)

Náutico 2 x 0 Petrolina (12.551)
Náutico 2 x 0 América (10.520)
Náutico 3 x 1 Ypiranga (9.683)
Náutico 2 x 2 Santa Cruz (13.909)
Náutico 2 x 0 Central (8.841)
Náutico 3 x 1 Belo Jardim (9.167)
Náutico 3 x 0 Araripina (10.076)
Náutico 2 x 0 Porto (8.628)

4 - CENTRAL (TOTAL: 70.606 / MÉDIA: 7.845)

Central 1 x 1 Araripina (8.568)
Central 4 x 0 Porto (8.282)
Central 1 x 1 Petrolina (5.449)
Central 0 x 1 Serra Talhada (6.362)
Central 4 x 0 Belo Jardim (5.742)
Central 1 x 1 Sport (12.028)
Central 2 x 0 Salgueiro (8.332)
Central 0 x 0 Ypiranga (6.685)
Central 1 x 2 Santa Cruz (9.158)

5 - SALGUEIRO (TOTAL: 62.477 / MÉDIA: 7.810)

Salgueiro 2 x 0 Santa Cruz (7.306)
Salgueiro 3 x 0 Central (7.059)
Salgueiro 2 x 0 Sport (7.759)
Salgueiro 3 x 2 Náutico (7.290)
Salgueiro 3 x 0 Ypiranga (8.284)
Salgueiro 2 x 0 Porto (8.249)
Salgueiro 3 x 1 América (8.252)
Salgueiro 1 x 0 Petrolina (8.278)

6 - ARARIPINA (TOTAL: 48.889 / MÉDIA: 5.432)

Araripina 1 x 1 Sport (6.300)
Araripina 0 x 1 Náutico (5.437)
Araripina 2 x 0 Santa Cruz (5.417)
Araripina 4 x 2 América (5.264)
Araripina 2 x 2 Salgueiro (5.421)
Araripina 1 x 1 Serra Talhada (5.212)
Araripina 4 x 1 Porto (5.243)
Araripina 1 x 1 Central (5.289)
Araripina 1 x 3 Petrolina (5.306)

7 - PORTO (TOTAL: 36.352 / MÉDIA: 4.544)

Porto 0 x 2 Náutico (8.200)
Porto 1 x 1 Araripina (2.518)
Porto 2 x 0 América (3.124)
Porto 0 x 0 Petrolina (4.542)
Porto 3 x 1 Serra Talhada (3.508)
Porto 0 x 1 Salgueiro (6.085)
Porto 0 x 0 Central (6.458)
Porto 2 x 0 Belo Jardim (1.917)

8 - YPIRANGA (TOTAL: 39.868 / MÉDIA: 4.430)

Ypiranga 1 x 0 Central (4.948)
Ypiranga 3 x 1 Belo Jardim (4.385)
Ypiranga 1 x 4 Porto (4.343)
Ypiranga 0 x 0 Araripina (4.228)
Ypiranga 0 x 1 Petrolina (4.232)
Ypiranga 2 x 0 América (4.139)
Ypiranga 1 x 0 Santa Cruz (4.616)
Ypiranga 1 x 0 Serra Talhada (4.215)
Ypiranga 0 x 0 Náutico (4.762)

9 - BELO JARDIM (TOTAL: 39.063 / MÉDIA: 4.340)

Belo Jardim 0 x 2 Porto (3.539)
Belo Jardim x Sport (5.400)
Belo Jardim 2 x 0 Serra Talhada (2.870)
Belo Jardim 1 x 0 Salgueiro (5.000)
Belo Jardim 1 x 0 Araripina (4.104)
Belo Jardim 2 x 0 Náutico (4.666)
Belo Jardim 0 x 0 Ypiranga (4.800)
Belo Jardim 0 x 3 Santa Cruz (4.622)
Belo Jardim 1 x 2 América (4.062)

10 - SERRA TALHADA (TOTAL: 38.529 / MÉDIA: 4.281)

Serra Talhada 4 x 0 Ypiranga (4.443)
Serra Talhada 2 x 4 Santa Cruz (4.819)
Serra Talhada 1 x 2 Salgueiro (4.349)
Serra Talhada 1 x 2 Sport (4.524)
Serra Talhada 0 x 1 Náutico (4.205)
Serra Talhada 2 x 0 Araripina (4.060)
Serra Talhada 1 x 0 Petrolina (4.044)
Serra Talhada 1 x 0 América (4.048)
Serra Talhada 1 x 1 Belo Jardim (4.037)

11 - PETROLINA (TOTAL: 33.515 / MÉDIA: 4.189)

Petrolina 3 x 1 Salgueiro (4.278)
Petrolina 1 x 0 Serra Talhada (2.569)
Petrolina 1 x 0 Araripina (4.332)
Petrolina 1 x 0 Belo Jardim (4.198)
Petrolina 0 x 0 América (4.076)
Petrolina 2 x 1 Santa Cruz (4.620)
Petrolina 0 x 1 Sport (5.000)
Petrolina 1 x 1 Náutico (4.442)

12 - AMÉRICA (TOTAL: 32.481 / MÉDIA: 3.609)

América 0 x 4 Serra Talhada (2.191)
América 0 x 3 Salgueiro (1.348)
América 1 x 3 Belo Jardim (858)
América 1 x 2 Central (2.142)
América 0 x 1 Santa Cruz (8.648)
América 1 x 2 Ypiranga (1.263)
América 2 x 2 Náutico (5.152)
América 2 x 4 Sport (8.646)
América 1 x 4 Porto (2.233)

quinta-feira, 22 de março de 2012

DF em foco!

Após alguns problemas, o blog rbrito encontrou o regulamento do Campeonato Brasiliense. E será o Distrito Federal que ganhará destaque nesta sexta-feira. Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe foram os outros Estados em destaque no blog rbrito.

Mais no blog rbrito:
SE em foco! Regulamento que abrange profissional e até Sub-18!

Nos próximos dias, o blog rbrito trará os regulamentos do Mato Grosso, do Piauí e de Rondônia. Não será possível, por culpa exclusiva das Federações, analisar os regulamentos do Acre, Amapá, Roraima e Tocantins. Todos os outros Estados já passaram pelo blog rbrito.

Mas voltando ao Campeonato Brasiliense, a Edição 2012 começou com atraso e na justiça. O Brasília foi rebaixado no tapetão, enquanto Dom Pedro e Atlético Ceilandense conseguiram suas vagas após muitas ações judiciais. Com o Brasiliense defendendo o bicampeonato, o Candangão terá a participação de 12 clubes. São eles: Atlético Ceilandense, Luziânia, Botafogo, Formosa, Brasiliense, Capital, Ceilândia, Legião, Sobradinho, Brazlândia, Gama e Dom Pedro.

No regulamento do Estadual de Brasília, não há explicações a respeito das vagas na Copa do Brasil e da Série D do Campeonato Brasileiro. Diz o Art. 26: "As vagas disponibilizadas pela CBF para o Distrito Federal nas competições nacionais, em especial a Copa do Brasil e a Série D serão preenchidas com base no critério técnico definido na competição de 2012".

Regulamento:
Os 12 clubes foram distribuídos em dois grupos com seis times cada. Os clubes enfrentarão os rivais da outra chave em turno único. Os dois primeiros colocados de cada grupo se classificarão às semifinais. As semifinais e a final serão decididas em partida única.

O segundo turno será do mesmo jeito, mas os clubes enfrentarão os rivais do próprio grupo. Caso um mesmo clube vença os dois turnos, será declarado campeão estadual. Se equipes distintas vencerem o turno e o returno, o Estadual terá uma nova final, com direito a dois jogos.

Como preliminar das semifinais e finais do primeiro turno, os clubes que ficarem em terceiro e quarto lugares vão disputar o Trofeu João Saldanha. O terceiro do Grupo A vai pegar o quarto do Grupo B e o quarto do Grupo A enfrentará o terceiro do Grupo B. No segundo turno, a taça passa a ser chamada de Dr. Sócrates.

Enquanto isso, os dois últimos clubes, com a menor pontuação nos dois turnos, serão rebaixados. Mas o rebaixamento não é tão simples assim e tem outras variáveis. Diz o Art. 13:

"II - No caso de mais de duas equipes terminarem o campeonato na última colocação com o mesmo número de pontos, essas associações formarão o grupo X, jogando entre si em sistema de turno e returno;


IV - No caso de somente uma equipe terminar o campeonato na última colocação e duas Equipes terminarem em penúltimo lugar, será submetida ao descenso a colocada em último lugar, devendo as duas outras jogar entre si duas partidas extras, em campo neutro, em sistema de ida e volta, submetendo-se ao descenso a que obtiver menor número de pontos ganhos ao final da segunda partida. Persistindo o empate em pontos ganhos a disputa dar-se-á pela cobrança de tiros livres da marca do pênalti, de acordo com as regras da IFAB;


V - No caso de uma única equipe terminar em último lugar e mais de duas terminarem com o mesmo número de pontos ganhos na penúltima colocação, será submetida ao descenso a equipe classificada em último lugar, devendo as demais formar o grupo X para jogar entre si em sistema de turno e returno".

Critério de desempate:

(1º) Maior número de vitórias;
(2º) Maior saldo de gols;
(3º) Maior número de gols pró;
(4º) Menor número de cartões amarelos e vermelhos durante todo o campeonato;
(5º) Sorteio público na sede da Federação, em dia e horário a serem determinados.

Ingressos:
No enxuto regulamento candango, também não há menção aos valores dos ingressos. "Art. 12 - parágrafo 1º - Os preços de ingressos serão fixados pelo clube mandante observadas as decisões do conselho arbitral de 29 de Dezembro de 2011".

Curiosidades:
As curiosidades no regulamento candango são poucas, mas sobram homenagens. O campeão do primeiro turno receberá a Taça JK. Juscelino Kubitschek foi médico, militar e político brasileiro - ele comandou a cidade de Belo Horizonte (1940-1945), foi governador de Minas Gerais (1951-1955), e presidente do Brasil entre 1956 e 1961.

Enquanto isso, o vencedor do segundo turno ficará com a Taça Mané Garrincha. O anjo de pernas tortas e um dos melhores jogadores do mundo já é homenageado no principal estádio de Brasília e que abrigará a Copa do Mundo 2014.

Além destas duas disputas, o Campeonato Brasiliense permite o terceiro e quarto colocados de cada grupo sonharem com um trofeu. No primeiro turno, o vencedor desta disputa receberá a Taça João Saldanha - jornalista e até técnico da Seleção Brasileira.

Por fim, no returno, a taça será denominada Dr. Sócrates, morto recentemente. Ex-jogador, Sócrates, também conhecido como Magrão, foi o responsável pela Democracia Corintiana nos anos 80. Ele também passou pela Seleção Brasileira.

Para fechar, a Federação Brasiliense de Futebol (FBF) se exime de qualquer problema que apareça no decorrer do estadual. "Art. 23 - As equipes que tenham concordado em participar da competição reconhecem a legitimidade do presente regulamento e o aprovam integralmente. sem restrições".

Site: http://www.fbfdf.org.br/modulos/home/

Ajude a fazer o blog rbrito! Mande sugestões! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Samba, sim! Futebol, não!

O Rio de Janeiro, mais do que nunca, é a terra do samba, das parias, do carnaval... Cada vez mais o Estado se distancia do futebol, mesmo tendo o clube de maior torcida do Brasil e um dos maiores estádios do mundo (Maracanã). Falo isso em razão da pífia média de público apresentada pelos clubes no Campoenato Carioca 2012. Nesta quinta-feira, o blog rbrito voltará a atualizar o ranking de público do Estadual.

Mais no blog rbrito:
Rio de Janeiro nublado! Decepção no ranking carioca!

Muitas mudanças nas médias de público do Catarinense!

Apenas o líder Vasco supera a marca de dez mil pagantes. Mas nem isso os cariocas podem comemorar. A média do clube cruzmaltino caiu de 13.797 para 10.379 pagantes. Vice-campeão da Taça Guanabara, o Vasco segue sendo o responsável pelo maior público da Edição 2012. Na derrota para o Fluminense, por 3 a 1, o clube de São Januário conseguiu público de 31.276 pagantes.

O Botafogo, por sua vez, ganhou uma posição e, agora, ocupa o segundo lugar. Mas a média do Fogão também caiu de 7.498 para 6.712 pagantes. O Friburguense, beneficiado por uma rodada dupla, aparece no terceiro lugar (5.859). No ranking passado, o Friburguense estava na vice-liderança.

Fla-Flu!
A dupla Flamengo e Fluminense ainda agoniza e tem jogado para estádios vazios. Mesmo assim, Rubro-negros e Tricolores subiram um degrau no ranking de público. O Flamengo está no quarto lugar, com média de 4.752 pagantes. Na última atualização, a média do Fla era de 4.043.

Já o Fluminense subiu para a quinta posição, mas teve uma queda em sua média de 2.463 para 2.061 pagantes. E pode acreditar, torcedor-internauta, há clubes em situações bem mais deploráveis que estas relatadas pelo blog rbrito.

Amadores!
O Duque de Caxias, que até o ano passado, estava na Série B do Campeonato Brasileiro, ostenta média de apenas 1.446 pagantes e já atuou com a presença de apenas 24 testemunhas. Nesta lista, outros clubes também não ultrapassaram a marca de, ao menos, 100 pagantes.

O Resende (1.432), como mandante, conseguiu públicos de 85 e 90 pagantes. Já o Madureira (458) levou 69 testemunhas na vitória, por 2 a 1, sobre o Americano. O Boavista (352) ostenta três públicos abaixo de 100 pagantes (52, 74 e 75). O Olaria (268) faz igual com (44, 58 e 77). Mas meu preferido é o lanterna Bonsucesso.

Para começar, o time só leva sucesso no nome e tem média pífia de 74 pagantes. A maioria dos clubes da quarta divisão do Estado de São Paulo consegue média superior a esta. O Bonsucesso tem um total de 369 pagantes e já foi visto nos estádios por 75, 29 e, pasmem, dez pagantes. É futebol profissional, mas poderia ser amador.

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira o ranking de público do Cariocão 2012:

* Rodada dupla

1 - VASCO (TOTAL: 72.655 / MÉDIA: 10.379)

Vasco 2 x 0 Americano (5.432)
Vasco 2 x 0 Friburguense (6.303)
Vasco 2 x 1 Fluminense (7.622)
Vasco 2 x 1 Flamengo (18.353)
Vasco 1 x 3 Fluminense (31.276)*
Vasco 2 x 2 Bonsucesso (909)
Vasco 3 x 0 Madureira (2.760)

2 - BOTAFOGO (TOTAL: 46.983 / MÉDIA: 6.712)

Botafogo 3 x 1 Resende (6.148)
Botafogo 0 x 0 Flamengo (8.863)
Botafogo 5 x 0 Olaria (1.738)
Botafogo 4 x 1 Bonsucesso (3.716)
Botafogo 1 x 1 Fluminense (17.027)
Botafogo 3 x 1 Volta Redonda (1.301)
Botafogo 3 x 1 Vasco (8.190)

3 - FRIBURGUENSE (TOTAL: 35.156 / MÉDIA: 5.859)

Friburguense 2 x 1 Bangu (458)
Friburguense 0 x 0 Duque de Caxias (654)
Friburguense 5 x 2 Boavista (683)
Friburguense 2 x 2 Nova Iguaçu (31.276)*
Friburguense 0 x 0 Resende (455)
Friburguense 0 x 1 Flamengo (1.630)

4 - FLAMENGO (TOTAL: 28.510 / MÉDIA: 4.752)

Flamengo 4 x 0 Bonsucesso (4.246)
Flamengo 0 x 0 Olaria (1.890)
Flamengo 1 x 0 Madureira (2.814)
Flamengo 2 x 0 Nova Iguaçu (7.224)
Flamengo 1 x 2 Boavista (1.802)
Flamengo 2 x 0 Fluminense (10.534)

5 - FLUMINENSE (TOTAL: 12.364 / MÉDIA: 2.061)

Fluminense 3 x 0 Friburguense (5.019)
Fluminense 1 x 2 Boavista (1.358)
Fluminense 1 x 1 Duque de Caxias (2.059)
Fluminense 3 x 0 Bangu (1.419)
Fluminense 3 x 0 Nova Iguaçu (1.123)
Fluminense 1 x 3 Macaé (1.386)

6 - BANGU (TOTAL: 9.952 / MÉDIA: 1.990)

Bangu 1 x 2 Volta Redonda (644)
Bangu 1 x 3 Vasco (5.397)
Bangu 1 x 2 Duque de Caxias (147)
Bangu 0 x 0 Olaria (142)
Bangu 1 x 1 Botafogo (3.622)

7 - DUQUE DE CAXIAS (TOTAL: 7.230 / MÉDIA: 1.446)

Duque de Caxias 1 x 3 Vasco (2.453)
Duque de Caxias 1 x 3 Volta Redonda (24)
Duque de Caxias 3 x 1 Americano (395)
Duque de Caxias 1 x 2 Flamengo (3.982)
Duque de Caxias 1 x 1 Resende (376)

8 - MACAÉ (TOTAL: 7.220 / MÉDIA: 1.444)

Macaé 0 x 0 Flamengo (3.843)
Macaé 3 x 0 Resende (222)
Macaé 0 x 3 Botafogo (2.725)
Macaé 2 x 1 Duque de Caxias (106)
Macaé 3 x 1 Friburguense (324)

9 - RESENDE (TOTAL: 10.022 / MÉDIA: 1.432)

Resende 3 x 2 Olaria (171)
Resende 1 x 0 Bonsucesso (90)
Resende 2 x 1 Madureira (208)
Resende 1 x 3 Flamengo (8.609)
Resende 0 x 1 Friburguense (200)*
Resende 2 x 1 Fluminense (659)
Resende 2 x 0 Boavista (85)

10 - VOLTA REDONDA (TOTAL: 4.758 / MÉDIA: 1.189)

Volta Redonda 0 x 3 Fluminense (4.110)
Volta Redonda 2 x 0 Americano (337)
Volta Redonda 2 x 2 Friburguense (Não divulgado)
Volta Redonda 3 x 0 Madureira (140)
Volta Redonda 2 x 1 Bonsucesso (171)

11 - AMERICANO (TOTAL: 4.838 / MÉDIA: 968)

Americano 1 x 1 Boavista (379)
Americano 2 x 1 Bangu (277)
Americano 0 x 1 Friburgiense (233)
Americano 2 x 4 Botafogo (3.609)
Americano 2 x 2 Olaria (340)

12 - NOVA IGUAÇU (TOTAL: 3.704 / MÉDIA: 741)

Nova Iguaçu 0 x 0 Botafogo (2.151)
Nova Iguaçu 2 x 0 Macaé (421)
Nova Iguaçu 1 x 3 Resende (508)
Nova Iguaçu 2 x 1 Friburguense (164)
Nova Iguaçu 0 x 1 Duque de Caxias (460)

13 - MADUREIRA (TOTAL: 2.291 / MÉDIA: 458)

Madureira 1 x 0 Macaé (210)
Madureira 2 x 2 Botafogo (1.557)
Madureira 2 x 2 Nova Iguaçu (173)
Madureira 2 x 1 Americano (69)
Madureira 0 x 1 Bangu (282)

14 - BOAVISTA (TOTAL: 2.462 / MÉDIA: 352)

Boavista 3 x 1 Duque de Caxias (200)
Boavista 1 x 1 Volta Redonda (118)
Boavista 4 x 2 Bangu (74)
Boavista 0 x 1 Vasco (1.743)
Boavista 1 x 3 Nova Iguaçu (200)
Boavista 2 x 3 Macaé (75)
Boavista 1 x 2 Nova Iguaçu (52)

15 - OLARIA (TOTAL: 1.608 / MÉDIA: 268)

Olaria 0 x 1 Nova Iguaçu (350)
Olaria 2 x 1 Madureira (231)
Olaria 0 x 1 Macaé (58)
Olaria 1 x 1 Bonsucesso (77)
Olaria 0 x 2 Vasco (848)
Olaria 2 x 0 Volta Redonda (44)

16 - BONSUCESSO (TOTAL: 369 / MÉDIA: 74)

Bonsucesso 3 x 1 Madureira (75)
Bonsucesso 0 x 0 Nova Iguaçu (29)
Bonsucesso 2 x 2 Macaé (10)
Bonsucesso 1 x 1 Bangu (150)
Bonsucesso 2 x 1 Americano (105)

quarta-feira, 21 de março de 2012

Campeão esquecido...

Após mais de um mês, o blog rbrito, nesta quarta-feira, voltará a apresentar o ranking de público do Campeonato Catarinense. A grande mudança é a queda da Chapecoense. Atual campeão estadual, o Verdão foi deixado de lado por seus torcedores e perdeu duas posições, justamente para os rivais Criciúma e Avaí.

Mais no blog rbrito:
Não aceite imitação! Saiba quem era líder no ranking catarinense!

Ranking das Séries A1, A2 e A3 do Paulistão de uma forma diferente!

Se em fevereiro, a Chapecoense aparecia no terceiro lugar, agora, o time de Chapecó ocupa a modesta quinta colocação, com média de 3.494 pagantes. Melhor para Criciúma e Avaí que subiram uma posição cada. Brigando pelo título do returno, o Tigre é o novo integrante do Top 3.

Com público total de 31.622 pagantes, o Criciúma ostenta média de 4.517. O Avaí também se deu bem, mesmo ainda patinando em campo. Quarto colocado, o Leão aumentou sua média de 3.094 para 3.802 pagantes. Já as duas primeiras colocações seguem intocáveis.

Melhor ainda. Joinville e Figueirense aumentaram suas médias. O líder Joinville saiu de 7.471 pagantes para 7.645. Enquanto isso, o Figueirense, que tinha 6.556, apresenta 7.145 pagantes. No público total, os rivais estão separados por apenas três mil pagantes - 45.870 a 42.870 a favor do JEC.

O maior público, porém, pertence ao Avaí. Na derrota, por 1 a 0, para o Figueirense, o Leão levou 9.121 pagantes a Ressacada, em Florianópolis. Até agora, o Campeonato Catarinense tem média modesta de 3.173 pagantes e total de 206.232.

Mexe-mexe!
A parte inferior da tabela também sofreu mudanças. O ex-lanterna Camboriú pulou para o oitavo lugar, com média de  1.050 pagantes. A última colocação ficou com o Brusque. Aliás, apenas Brusque e Marcílio Dias têm médias inferiores a mil pagantes. Enquanto o Brusque apresenta 353 pagantes, o Marcílio Dias ostenta 902.

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira o ranking de público do Catarinense 2012:

1 - JOINVILLE (TOTAL: 45.870 / MÉDIA: 7.645)

Joinville 0 x 1 Camboriú (6.630)
Joinville 2 x 2 Figueirense (8.312)
Joinville 3 x 1 Chapecoense (7.231)
Joinville 3 x 0 Avaí (6.923)
Joinville 5 x 0 Marcílio Dias (8.746)
Joinville 2 x 1 Atlético Ibirama (8.028)

2 - FIGUEIRENSE (TOTAL: 42.870 / MÉDIA: 7.145)

Figueirense 5 x 0 Marcílio Dias (5.689)
Figueirense x Metropolitano (7.423)
Figueirense 5 x 2 Criciúma (6.773)
Figueirense 4 x 0 Brusque (6.857)
Figueirense 3 x 1 Atlético Ibirama (7.047)
Figueirense 3 x 3 Joinville (9.081)

3 - CRICIÚMA (TOTAL: 31.622 / MÉDIA: 4.517)

Criciúma 3 x 0 Brusque (4.266)
Criciúma 2 x 2 Marcílio Dias (2.744)
Criciúma 2 x 2 Joinville (4.596)
Criciúma 1 x 1 Chapecoense (4.710)
Criciúma 3 x 0 Atlético Ibirama (3.853)
Criciúma 0 x 2 Avaí (6.026)
Criciúma 7 x 0 Camboriú (5.427)

4 - AVAÍ (TOTAL: 26.613 / MÉDIA: 3.802)

Avaí 3 x 2 Criciúma (3.157)
Avaí 2 x 1 Atlético Ibirama (2.941)
Avaí 3 x 0 Camboriú (3.185)
Avaí 0 x 1 Figueirense (9.121)
Avaí 0 x 1 Metropolitano (3.041)
Avaí 0 x 0 Chapecoense (2.759)
Avaí 2 x 0 Brusque (2.409)

5 - CHAPECOENSE (TOTAL: 20.967 / MÉDIA: 3.494)

Chapecoense 1 x 0 Avaí (3.755)
Chapecoense 2 x 1 Camboriú (3.086)
Chapecoense 3 x 1 Figueirense (5.175)
Chapecoense 1 x 1 Metropolitano (3.519)
Chapecoense 2 x 2 Brusque (3.048)
Chapecoense 2 x 0 Marcílio Dias (2.384)

6 - METROPOLITANO (TOTAL: 15.591 / MÉDIA: 2.598)

Metropolitano 0 x 1 Brusque (2.712)
Metropolitano 3 x 0 Marcílio Dias (1.867)
Metropolitano 5 x 4 Joinville (1.551)
Metropolitano 1 x 2 Criciúma (2.179)
Metropolitano 2 x 0 Camboriú (2.811)
Metropolitano 0 x 4 Figueirense (4.471)

7 - ATLÉTICO IBIRAMA (TOTAL: 6.559 / MÉDIA: 1.093)

Atlético Ibirama 4 x 3 Criciúma (783)
Atlético Ibirama 1 x 1 Figueirense (1.711)
Atlético Ibirama 0 x 0 Joinville (1.163)
Atlético Ibirama 2 x 3 Metropolitano (1.481)
Atlético Ibirama 2 x 2 Chapecoense (691)
Atlético Ibirama 3 x 2 Avaí (730)

8 - CAMBORIÚ (TOTAL: 7.354 / MÉDIA: 1.050)

Camboriú 0 x 1 Metropolitano (470)
Camboriú 1 x 2 Criciúma (381)
Camboriú 2 x 0 Brusque (814)
Camboriú 0 x 1 Atlético Ibirama (761)
Camboriú 1 x 5 Figueirense (3.300)
Camboriú 1 x 3 Joinville (650)
Camboriú 3 x 3 Chapecoense (978)

9 - MARCÍLIO DIAS (TOTAL: 6.313 / MÉDIA: 902)

Marcílio Dias 1 x 1 Joinville (1.359)
Marcílio Dias 0 x 2 Chapecoense (1.056)
Marcílio Dias 2 x 5 Avaí (1.032)
Marcílio Dias 0 x 1 Camboriú (574)
Marcílio Dias 2 x 1 Atlético Ibirama (369)
Marcílio Dias 0 x 4 Figueirense (1.059)
Marcílio Dias 0 x 3 Metropolitano (864)

10 - BRUSQUE (TOTAL: 2.473 / MÉDIA: 353)

Brusque 0 x 1 Chapecoense (489)
Brusque 0 x 1 Avaí (645)
Brusque 0 x 3 Atlético Ibirama (256)
Brusque 2 x 2 Marcílio Dias (203)
Brusque 1 x 2 Joinville (276)
Brusque 1 x 2 Metropolitano (298)
Brusque 0 x 1 Criciúma (306)

Encaixou, Felipão?!

Técnico do pentacampeonato mundial da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari estava em má fase nesta sua volta ao Palmeiras. Felipão demorou a engrenar e ajeitar o time alviverde. Mas os ventos mudaram na temporada 2012 e o Palmeiras, até aqui, é o único clube invicto no Campeonato Paulista.

Mais no blog rbrito:
Ranking de público: Palmeiras está bem cotado na Série A1!


Esta boa fase deixou o Verdão na liderança do Estadual de São Paulo e a um empate da classificação na Copa do Brasil. Na primeira partida, em Alagoas, o Palmeiras bateu o Coruripe, por 1 a 0. O jogo de volta será, nesta quarta-feira, às 19h30, em São Paulo. Caso mantenha sua invencibilidade na temporada, o clube paulista estará classificado.

Aliás, a invencibilidade do Palmeiras já dura quase cinco meses. A última derrota palmeirense aconteceu na 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, no longínquo 6 de novembro, quando o Coritiba - sempre o Coritiba - bateu o Verdão, por 2 a 0, em São Paulo.  De lá para cá são 20 jogos sem derrotas, somando as partidas da Série A 2011, Paulistão e Copa do Brasil 2012.

Neste período, o time de Felipão, Marcos Assumpção e cia. conquistou 12 triunfos e oito empates. Se levarmos em consideração apenas os jogos pelo Estadual, o Palmeiras não sai derrotado de campo desde 17 de abril, quando, na última rodada da primeira fase, perdeu para a Ponte Preta, por 2 a 1.

É verdade que neste meio tempo, o Verdão foi eliminado pelo Corinthians na semifinal, mas o jogo acabou empatado (1 a 1) no tempo normal. A derrota foi apenas nos pênaltis. Nesta série visando apenas os jogos do Paulistão, são 16 partidas sem derrotas - dez vitórias e seis empates.

Após o duelo no meio de semana pela Copa do Brasil, o Palmeiras colocará sua invencibilidade no Paulistão e a liderança em jogo. No domingo, o Verdão encara o rival Corinthians, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, às 16 horas, pela 15ª rodada.

Você, torcedor-internauta, acredita que o Palmeiras manterá sua invencibilidade até quando? Participe! Opine aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984 

Confira os jogos de invencibilidade do Palmeiras:

PAULISTÃO 

2011


24/04 
Palmeiras 2 x 1 Mirassol
1/05 
Palmeiras 1 x 1 Corinthians (eliminado nos pênaltis)

2012

22/01 
Bragantino 1 x 2 Palmeiras
25/01 
Palmeiras 1 x 1 Portuguesa
29/01 
Catanduvense 1 x 1 Palmeiras
1/02 
Palmeiras 2 x 0 Mogi Mirim
5/02 
Santos 1 x 2 Palmeiras
8/02 
Palmeiras 3 x 2 XV de Piracicaba
11/02 
Palmeiras 3 x 0 Ituano
17/02 
Guaratinguetá 2 x 3 Palmeiras
23/02 
Palmeiras 1 x 1 Oeste
26/02 
Palmeiras 3 x 3 São Paulo
29/02 
Linense 1 x 3 Palmeiras
4/03 
Palmeiras 0 x 0 São Caetano
11/03 
Botafogo 2 x 6 Palmeiras
17/03 
Palmeiras 2 x 1 Ponte Preta

BRASILEIRÃO 2011

13/11 
Grêmio-RS 2 x 2 Palmeiras-SP
16/11 
Palmeiras-SP 1 x 1 Vasco da Gama-RJ
20/11 
Bahia-BA 0 x 2 Palmeiras-SP
27/11
Palmeiras-SP 1 x 0 São Paulo-SP
4/12 
Corinthians-SP 0 x 0 Palmeiras-SP

terça-feira, 20 de março de 2012

Dentro das séries!

O ranking de público das Séries A1, A2 e A3 do Campeonato Paulista, nesta terça-feira, será mostrado pelo blog rbrito de uma forma diferente. Com a colaboração do torcedor-internauta Marcos Neves, apresentaremos as médias separadas por divisões.

Mais no blog rbrito:
Público do Paulistão 2012 é menor do que o ano passado!

Saiba como ficou o ranking de público da Copa do Brasil!

Na Série A1, o maior público da rodada foi no clássico entre São Paulo e Santos. Com a presença de 31.972 pagantes, o Tricolor paulista recuperou a vice-liderança e apresenta média de 13.342. Com isso, o Palmeiras caiu para o terceiro lugar.

Mesmo assim, o Verdão conquistou o segundo melhor público da 14ª rodada. Se a média do Palmeiras é de 12.106 pagantes, a do Santos, quarto colocado, é de 10.128. O líder no ranking da A1 segue sendo o Corinthians (16.534).

Já o melhor clube do interior é o Botafogo, com sua média de 7.183 pagantes. O rival Comercial, por sua vez, aproveitou o bom público no duelo contra o Corinthians (12.870), para ganhar sete posições. No décimo lugar, o Leão aparece com média de 3.470 pagantes.



Voando...
Na Série A2, os rivais estão deixando o São José encostar. A Águia do Vale estava em baixa, esquecida pelos torcedores, mas aos poucos tem ganho altura. O São José subiu uma posição e aparece no terceiro lugar, com média de 1.544 pagantes.

O Noroeste, porém, mesmo perdendo seu lugar para o São José, foi o responsável pelo maior público da rodada na A2 (2.058). O Norusca tem média de 1.531 pagantes. A liderança segue com o São Bernardo (2.736) e o Barueri se mantém em segundo (1.572).

União Barbarense (1.284), Ferroviária (1.249) e Velo Clube (1.096) são os outros clubes da Série A2 que ultrapassam a média de mil pagantes.



Aos poucos...
O fenômeno da Série A2 também é encontrado na A3. Os rivais estão deixando o Guaçuano se aproximar. O time de Mogi Guaçu, único invicto na competição, voltou a animar seu torcedor, assim como fez na temporada passada durante o acesso na Segundona.

Vice-líder, o Guaçuano foi responsável pelo maior público na rodada da Série A3 (1.389). O Mandi ostenta média de 967 pagantes. Apenas o líder Marília (1.586) e o vice-líder Capivariano (1.302) ultrapassam a marca de mil pagantes.

O interessante na Série A3 é ver clubes tradicionais voltando a cativar seus torcedores. O Rio Branco tem a quarta melhor média da competição - 864 pagantes. A Internacional de Limeira está logo atrás, com o Juventus no sétimo lugar.



Explicações!
Os clubes da Série A1 são representados pela cor azul. Enquanto isso, o verde traz os clubes da Série A2 e a Série A3 está em amarelo. Os números em vermelho ainda não foram confirmados pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

Na Série A2, o Atlético Sorocaba atuou uma partida com os portões fechados, assim como o Santo André. O mesmo foi observado em jogos de Guaçuano, Taboão da Serra e Osvaldo Cruz na Série A3. Ainda na A3, o Taboão da Serra perdeu por W.O. o confronto diante do Guaçuano por falta de médico em campo.

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Desta vez, não!

O blog rbrito se especializou em rankings de público pagante. Pela primeira vez, em dois anos, um ranking de público que conta com o Santa Cruz na lista, não tem o Tricolor pernambucano na liderança. Nesta terça-feira, a espera pelas médias da Copa do Brasil chegou ao fim e o blog rbrito, com a colaboração do torcedor-internauta Marcos Neves, traz a primeira atualização.

Mais no blog rbrito:
Não é piada! Clube joga para míseros quatro pagantes!

O primeiro lugar é do surpreendente e já eliminado Independente-PA. Atual campeão paraense, o Independente foi eliminado pelo São Paulo, mas, no jogo de ida, conseguiu a presença de 22.184 pagantes. Número que coloca o time de Tucuruí na primeira colocação e a frente do próprio São Paulo.

O Tricolor paulista aparece na vice-liderança, com média de 15.404 pagantes. Apenas estes dois clubes conseguiram público acima de dez mil pagantes. Este é mais um fato raro para o Santa Cruz e sua apaixonada torcida. O Tricolor pernambucano, eliminado na primeira fase, ocupa o terceiro lugar, com média de "apenas" 9.849 pagantes.

Tímido!
Além do São Paulo, apenas o Atlético-GO, entre os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, já jogou em casa. Mas o time goiano atuou com estádio vazio. O Dragão ocupa a modesta 23ª posição, com média de apenas 1.976 pagantes. Dois clubes da Série B, porém, fizeram ainda pior.

Rebaixado na temporada passada, o América-MG não chegou a mil pagantes em seu jogo como mandante. O Coelho, 38º colocado, tem média de 269 pagantes, contra 829 do xará do Rio Grande do Norte. O Mecão conseguiu o acesso na Série C, mas sua torcida sumiu dos estádios.

Ainda bem que na Série B há o Vitória. O time baiano ostenta a quinta melhor média de público da Copa do Brasil (7.165). O Paraná está logo atrás, com 7.165 pagantes. Mais abaixo há ainda Atlético-PR (4.352) e Guarani (2.674). No geral, a Copa do Brasil teve 43 partidas e média modesta de 3.520 pagantes. O total de público é de 151.346.

Legenda:
Os números em vermelho ainda não foram confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Enquanto isso, o Sapucaiense-RS não teve seu público divulgado.

O blog rbrito acompanhará os públicos de TODOS os Estaduais e da Copa do Brasil. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

segunda-feira, 19 de março de 2012

Preparar... apontar... fogo!

Logo após apresentar os clubes homônimos na elite dos Campeonatos Estaduais (Veja o post aqui!), o blog rbrito traz a vocês, torcedores-internautas, o ranking com as médias de gols dos clubes do Campeonato Brasileiro da Série A. O blog rbrito, que contou com a colaboração do torcedor-internauta Henrique Guzella (@henriqueguzella), só levou em consideração os tentos marcados nos Estaduais.

Mais no blog rbrito:
Lista com os piores ataques dos Estaduais 2012!

A notícia não é nada boa para o atual campeão da Libertadores e muito menos para o campeão brasileiro. O Santos, com seu ataque badalado, aparece na modesta décima colocação. Mesmo assim e tendo jogado algumas partidas com os reservas, a torcida do Peixe não precisa se preocupar. Afinal, o time de Neymar e companhia já marcou 31 gols em 14 jogos do Campeonato Paulista. A média é de 2,21 tentos por jogo.

Situação deprimente vive Tite e o Corinthians. Adepto a retranca - escalar muitos atacantes não quer dizer nada -, o treinador colocou o atual campeão brasileiro na vexatória penúltima colocação. O Timão, que não consegue vencer por diferença de mais de um gol, anotou apenas 19 tentos em 14 jogos. A média de 1,36 só não é pior do que a lanterna Portuguesa. A Lusa tem média de um gol por jogo.

Outro grande clube que está em situação ruim é o Flamengo. Joel Santana gosta de falar muito, mas não tem resolvido em campo, assim como o milionário Ronaldinho Gaúcho. Ele e sua trupe foram as redes em 17 oportunidades. O Flamengo tem a terceira pior média de gols (1,42) entre os 20 clubes do Brasileirão.

Exemplo!
Mas vamos deixar o pé torto de lado e focar naqueles clubes que fazem a festa de seus torcedores. O Figueirense, que foi a sensação da Série A no ano passado, segue em alta. O time catarinense é responsável pelo melhor ataque do Brasil. Até aqui, o Figueira já anotou inacreditáveis 41 gols. Média incrível de 3,15 tentos por partida.

Também pudera. O Figueirense, em sua campanha no Campeonato Catarinense, acumula cinco goleadas. O blog rbrito só considera goleada placares por quatro ou mais gols de diferença. Há ainda uma vitória do Figueira, por 5 a 4, sobre o Joinville. O atacante Aloísio, com oito gols, e o meia Roni, com seis, são os artilheiros do clube no Estadual.

O Coritiba, outra time sensação em 2011, segue com o pé calibrado. Na vice-liderança do ranking de gols, o Coxa ostenta média de 2,60 e 39 tentos marcados no Paranaense. A dupla de Minas Gerais, Atlético e Cruzeiro, marcou poucos gols (18), mas tem boa média (2,57). O Bahia ocupa a quinta colocação no ranking, com 38 gols marcados e média de 2,53. Outros oito clubes têm média acima de dois gols por jogo.

Está satisfeito com o sistema ofensivo do seu time? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através www.twitter.com/rbrito1984

Confira as médias de gols dos clubes do Brasileirão:

1 - Figueirense - 3,15
41 gols

2 - Coritiba - 2,60
39 gols

3 - Atlético-MG - 2,57
18 gols

Cruzeiro - 2,57
18 gols

5 - Bahia - 2,53
38 gols

6 - Botafogo - 2,42
29 gols

7 - Internacional - 2,33
28 gols

8 - Palmeiras - 2,29
32 gols

São Paulo - 2,29
32 gols

10 - Santos - 2,21
31 gols

11 - Atlético-GO - 2,17
26 gols

12 - Grêmio - 2,08
27 gols

Vasco - 2,08
27 gols

14 - Ponte Preta - 1,93
27 gols

15 - Sport - 1,88
32 gols

16 - Fluminense - 1,85
24 gols

17 - Náutico - 1,82
31 gols

18 - Flamengo - 1,42
17 gols

19 - Corinthians - 1,36
19 gols

20 - Portuguesa - 1,0
14 gols

Homônimos!

O post que abrirá a semana do blog rbrito envolverá 63 clubes dos mais diversos Campeonatos Estaduais. Vamos falar dos clubes homônimos da primeira divisão. Todos estes clubes estão separados em 22 "divisões". O recordista de nomes copiados é o Atlético, com oito aparições. O blog rbrito levou em consideração apenas os Estaduais em andamento. O Flamengo, por exemplo, tem um homônimo no Piauí, mas como a competição não começou, o Fla-PI ficou de fora.

Atlético-MG e Atlético-PR, campeões do Brasileirão, são os mais conhecidos. O Atlético-GO também está famoso e fez uma ótima temporada na Série A 2011. Mas há outro clubes em atividade com a mesma denominação. O Atlético Acreano, por exemplo, está invicto em seu Estadual e soma quatro pontos.

Outro bem posicionado é o Atlético de Alagoinhas. O time está a dois pontos do G4 no Campeonato Baiano. Há ainda o Atlético Ceilandense no Distrito Federal, o Atlético Ibirama em Santa Catarina e o Atlético Campoverdense do Mato Grosso. Se a denominação dos Atléticos não há diferenças, outros clubes apresentam pequenas "anomalias".

Diferenças na igualdade!
O Guarani, segundo colocado nesta lista de homônimos - com cinco aparições -, é representado por clubes com "i" e clubes com "y". No Ceará, por exemplo, há os dois exemplos. O mais tradicional é o Guarani, da cidade de Campinas - interior de São Paulo. O Bugrão é o único clube do interior a ostentar um título brasileiro, conquistado em 1978.

Os rivais Corinthians e Palmeiras são outros clubes que sofrem alterações em alguns Estados. No Rio Grande do Norte, o Corintíans não tem "h" e ainda se escreve com acento no "i". No mesmo Estado, o Palmeira de Goianinha não tem o "s" no final. Outro que sofre com alterações é o Vila Nova. Em Goiás, o Vila tem apenas um "l", mas em Minas Gerais, o Villa Nova duplica a letra "l".

Tradição!
Seguindo a lista de nomes mais comuns nos Estaduais, Corinthians, Botafogo e América aparecem na terceira posição. No ano que vem, porém, o Corinthians deve descer um degrau. Sua parceria com o Corinthians Paranaense chegou ao fim e o time do J. Malucelli mudará de nome pela enésima vez.

Há outros clubes tradicionais que foram homenageados e estão nesta lista. São os casos de Vitória, Santa Cruz, Sport, Flamengo, Fluminense, Bahia, Cruzeiro e por ai vai. Mas temos outros exemplos menos comuns.

O Águia de Marabá atua no Campeonato Paraense e ficou conhecido com seu acesso à Série C do Campeonato Brasileiro. Mas no Mato Grosso do Sul também tem um Águia, o Águia Negra. O Ypiranga tem representantes em Pernambuco e no Rio Grande do Sul. Já o Operário aparece no Amazonas e no Paraná. Temos ainda Nacional, Rio Branco, São Raimundo, São José e Comercial.

Participe do blog rbrito! Sugira posts! Opine aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os clubes com nomes iguais na elite dos Estaduais 2012:

Atlético-AC
Atlético-BA
Atlético-DF
Atlético-SC
Atlético-GO
Atlético-MT
Atlético-MG
Atlético-PR

Guarani-CE
Guarany-CE
Guarani-MG
Guarany-SE
Guarani-SP

Corinthians-AL
Corinthians-PR
Corintians-RN
Corinthians-SP

Botafogo-DF
Botafogo-RJ
Botafogo-PB
Botafogo-SP

América-MG
América de Teófilo-MG
América-PE
América-PE

Nacional-AM
Nacional-MG
Nacional-PB

Vitória-BA
Vitória da Conquista-BA
Vitória-ES

Santa Cruz-RS
Santa Cruz-PE
Santa Cruz-RN

Palmeiras-MT
Palmeira-RN
Palmeiras-SP

Sport-AL
Sport-PE

Rio Branco-AC
Rio Branco-PR

São Raimundo-AM
São Raimundo-PA

Operário-AM
Operário-PR

Bahia-BA
Bahia de Feira-BA

Fluminense-BA
Fluminense-RJ

Flamengo-RJ
Flamengo-PB

Cruzeiro-RS
Cruzeiro-MG

Ypiranga-RS
Ypiranga-PE

São José-RS
São José-MA

Vila Nova-GO
Villa Nova-MG

Comercial-SP
Comercial-MS

Águia-PA
Águia-MS