sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Ingresso na catraca!

O blog rbrito, nesta sexta-feira, traz um levantamento completo do valor médio dos ingressos dos 20 clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro. Desta vez, Ricardo Almeida - colaborador do blog rbrito - pesquisou as entradas de jogo a jogo, clube a clube, rodada a rodada. Você, torcedor-internauta, também poderá saber os maiores e menores valores cobrados pelo seu clube.

Mais no blog rbrito:
Custo da paixão! Preço médio dos ingressos das Séries A, B, C e D!

Mas antes deste Raio-X completo, o blog rbrito falará das médias dos 20 clubes do Brasileirão. Assim como na última atualização, o líder Atlético-MG segue com o valor médio mais alto da competição - R$ 37,32. O Botafogo é outro que deixa a desejar.

O valor médio da entrada do clube carioca é de R$ 36,29. A surpresa nesta atualização é o Palmeiras que ultrapassou o Vasco. Mesmo na zona de rebaixamento e com pior aproveitamento que 2002 - ano em que o clube foi rebaixado para a Série B (Veja o post aqui!) -, o Verdão ostenta valor médio de 34,52, contra R$ 31,42 na última atualização.

O Vasco caiu para o quarto lugar, mas também têm valor médio acima dos R$ 30 (R$ 31,04). Por outro lado, o torcedor da Ponte Preta não pode reclamar. Na verdade, o apaixonado torcedor da Macaca deveria lotar mais o Moisés Lucarelli. A Ponte Preta tem o valor mais baixo entre todos os clubes do Brasileirão (R$ 13,09).

Na última atualização, a posição era ocupada pelo Coritiba, hoje, penúltimo colocado. O valor médio do ingresso do Coxa é de R$ 16,65. Outros quatro clubes estão abaixo dos R$ 20. São eles: Internacional (R$ 17,90), Figueirense (R$ 18,08), Náutico (R$ 18,78) e Bahia (R$ 19,23). Atual campeão brasileiro, o Corinthians tem valor médio de R$ 28,46 - o sexto mais caro. No geral, o valor médio do bilhete do Brasileirão é de R$ 24,94.



Maior e menor!
Mesmo líder do Brasileirão e sempre com os estádios cheios, o Atlético-MG não é exemplo no preço médio dos ingressos. Até o mais barato sai caro. Neste levantamento do blog rbrito é possível notar que no duelo contra o Coritiba, pela 15ª rodada, o preço médio foi de R$ 32,94 - o mais baixo do Galo. Por outro lado, o mais alto é bem próximo, de R$ 40,47, durante o confronto contra o Santos pela 12ª rodada.

A diferença dos valores do Fluminense, vice-líder, é mais animadora. No clássico contra o Flamengo, pela oitava rodada, o valor chegou a R$ 35,26, contra apenas R$ 12,98 no jogo diante do Sport, pela 18ª rodada. O Grêmio, por sua vez, consegue diminuir ainda mais os valores médios. O mais alto ficou em R$ 23,89 na sétima rodada contra o Atlético-MG. Já contra a Portuguesa, pela 17ª rodada, foi só R$ 17,97.

Fechando a zona da Libertadores tem o Vasco. O preço médio dos ingressos do Vasco contra o Santos foi de R$ 27,51, o mais baixo de sua campanha. Já contra o Atlético-GO chegou a R$ 32,95. Campeão Brasileiro, o Corinthians apresentou R$ 18,12 contra o Fluminense, logo na primeira rodada, e R$ 31,87 contra o Náutico, na 11ª rodada.

Na degola...
Figueirense e Palmeiras estão na zona de rebaixamento, mas há uma grande diferença no valor médio dos ingressos da dupla. Lanterna, o Figueira tem o duelo contra o Santos, pela primeira rodada, como seu valor mais baixo (R$ 10,43). O mais alto, contra o Bahia, pela oitava rodada, também não assusta (R$ 24,23).

Por outro lado, o Palmeiras chegou a ter preço médio de R$ 38,66 durante o confronto contra o Bahia, pela 12ª rodada. O valor mais baixo do valor aconteceu no embate contra o vasco, pela quinta rodada (R$ 26,18).


O ingresso do seu clube está caro? Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Abre o olho!


Campeão invicto da Copa do Brasil, o Palmeiras poderia estar desfrutando de sua vaga para Libertadores no Campeonato Brasileiro, como faz o rival Corinthians. Mas a vida do Verdão não está nada fácil e a cada rodada, o clube paulista se complica ainda mais na tabela de classificação da Série A.

Com a derrota, por 3 a 0, para a Portuguesa, na noite desta quarta-feira, na abertura do returno, o time do técnico Luiz Felipe Scolari estacionou nos 16 pontos, na 17ª colocação - dentro da zona do descenso. O Palmeiras está a quatro pontos do Bahia, primeiro clube fora da degola. São apenas quatro vitórias, quatro empates e inacreditáveis 12 derrotas. O Verdão ainda marcou 18 gols e sofreu 26.

Para você, torcedor-internauta, ter uma noção da real situação do Palmeiras, o atual aproveitamento do clube é inferior aquele apresentado na temporada 2002, quando o Alviverde paulista foi rebaixado para a Série B. Em 2012, o Palmeiras ostenta aproveitamento de apenas 26,7%.

Já em 2002, a temporada que o torcedor não gosta de lembrar, o Palmeiras foi rebaixado com aproveitamento de 36%. Naquela oportunidade, o Verdão somou só 27 pontos em 25 rodadas. Em 2002, o regulamento não era de pontos corridos. Foram seis triunfos, nove empates e dez derrotas, com 37 gols a favor e 46 contra.

Complicado!
Neste levantamento do blog rbrito é possível observar que nenhum dos clubes que estiveram mais próximos de escapar da degola foram rebaixados com tão pouco aproveitamento. Em 2003 - primeiro ano dos pontos corridos - caíram apenas o lanterna Bahia e o Fortaleza.

O blog rbrito levou em conta apenas os números do Fortaleza, clube mais próximo de se salvar. O Tricolor cearense foi para a Série B com 35,5%. Aproveitamento parecido com o do Atlético-PR em 2011 (35,9%). O pior desempenho, porém, foi da Ponte Preta.

Mesmo assim, a Macaca ainda dá de goleada no atual aproveitamento do Palmeiras. Em 2006, a Ponte Preta caiu com aproveitamento de 34,2%. Criciúma e Vitória ficaram na casa dos 36%. Em 2004, o Tigre catarinense foi degolado com aproveitamento de 36,2%, contra 36,8% do Vitória, em 2010.

De todos estes clubes analisados pelo blog rbrito, o Coritiba, em 2009, foi o que teve o maior aproveitamento (39,4%). Hoje, este aproveitamento colocaria o clube na 14ª colocação. Mas se a situação do Palmeiras já é complicada, imagina só a campanha dos últimos três colocados?!

Derrotado pela décima vez, o Atlético-GO - no 18º lugar, com 16 pontos -, ostenta aproveitamento de 26,7%. Só está atrás do Palmeiras por causa do número de vitórias (4 a 3). Já o Sport, penúltimo colocado, tem aproveitamento de 26,3%.

Mas o Leão pernambucano ainda enfrentará o Flamengo, nesta quinta-feira, pela 20ª rodada. Uma vitória fará o Sport ultrapassar Atlético e Palmeiras. Por fim, o lanterna Figueirense apresenta aproveitamento de 23,3%, com 14 pontos.

Quais clubes serão rebaixados no Brasileirão? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os aproveitamento dos clubes rebaixados nos pontos corridos:

2003
Fortaleza - 35,5%

2004
Criciúma - 36,2%

2005
Coritiba - 38,8%

2006
Ponte Preta - 34,2%

2007
Corinthians - 38,5%

2008
Figueirense - 38,5%

2009
Coritiba - 39,4%

2010
Vitória - 36,8%

2011
Atlético-PR - 35,9%

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Acesso em pauta!


A segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro começará neste final de semana. Remo e Atlético Acreano ainda brigarão pela última vaga nesta quarta-feira. O blog rbrito fez um levantamento sobre a quantidade de clubes que cada uma das cinco regiões levou para a segunda fase de 2009 para cá.

Mais no blog rbrito:
Fatiado! Ranking de público das Séries A, B, C e D do Brasileirão!

No primeiro ano de Série D, em 2009, foram apenas 39 clubes, contra 40 nas últimas três edições. Nas temporadas de 2009 e 2010 os clubes foram divididos em dez grupos. Já nos últimos dois anos, 2011 e 2012, o número de grupos caiu para oito.

As regiões Nordeste e Sudeste cederam o maior número de clubes durante as quatro temporadas. O recorde é do Nordeste, em 2010, com seis clubes. Naquela oportunidade, porém, apenas o campeão Guarany-CE honrou a região. Os outros clubes que conquistaram o acesso foram Madureira-RJ, Araguaína-TO e Joinville-SC.

O Nordeste ainda cavou os acessos do Alecrimm-RN, em 2009, e do Santa Cruz-PE na temporada passada. Esta região começou com cinco representantes na segunda fase da Série D, passou a seis em 2010, e voltou a cinco nas últimas duas temporadas. O recordista de participações é o Sampaio Corrêa-MA - três ao todo. Aliás, o clube maranhense tem a melhor campanha entre todos os 100 clubes das quatro divisões nacionais, com aproveitamento de 100%.

Sergipe-SE, Ferroviário-CE, Guarany-CE, Alecrim-RN, Santa Cruz-RN, Baraúnas-RN, Central-PE, Santa Cruz-PE (2), Fluminense de Feira-BA (2), CSA-AL (2), Coruripe-AL, Treze-PB (2), Sousa-PB e Campinense-PB também estiveram na segunda fase em busca do acesso.

Queda considerável!
A Região Sudeste se destaca com inúmeros participantes nas Séries A e B. Mas seu desempenho diminuiu na Série D. Atualmente, na segunda fase da competição são apenas três clubes: Nacional-MG, Friburguense-RJ e Mogi Mirim-SP.  Em 2009 e no ano passado foram cinco. A temporada 2010 classificou quatro.

Minas Gerais é o Estado que se destaca entre os clubes do Sudeste. O atual campeão da Série D é o Tupi. No ano passado ainda subiu o Oeste-SP. Macaé-RJ e Madureira-RJ garantiram presença na Série C em 2009 e 2010, respectivamente.

Além do Tupi (3), a capital do pão de queijo classificou para a segunda fase clubes como Uberaba-MG (2), Uberlândia-MG, Villa Nova-MG e Nacional-MG. Também já estiveram na segunda fase Paulista-SP, Macaé-RJ, Rio Branco-ES, Madureira-RJ, Volta Redonda-RJ, Oeste-SP, Mirassol-SP, Friburguense-RJ e Mogi Mirim-SP.

Quase iguais!
Norte e Sul têm "esquemas táticos" quase parecidos. Na região mais acima do Brasil, a sequência de clubes na segunda fase é de 4-3-2-2, enquanto isso, o Sul "joga" com 4-4-2-3. Nos dois lados teve queda. Na atual edição, os representantes do Norte ainda serão definidos.

A diretoria do Vilhena-RO, por falta de dinheiro, cogita desistir de disputar a segunda fase. O clube de Rondônia já está classificado. Remo-PA e Atlético-AC estão na briga pela vaga no Grupo A1. No Sul, os representantes são Juventude-RS, Cianorte-PR e Metropolitano-SC.

Se no Norte os Estados do Pará e Amazonas se destacam - com direito ao título do São Raimundo-PA em 2009 -, no Sul os Estados do Paraná e Santa Catarina estão sempre presentes na segunda fase. Mas só Chapecoense e Joinville - ambos de Santa Catarina - já conquistaram o acesso. O Paraná segue zerado.

Na rabeira!
Mesmo assim a pior situação é do Centro-Oeste que só vibrou com o acesso do Cuiabá-MT no ano passado. A região conta com poucos clubes na segunda fase da Série D. Em 2009 e na temporada passada foram apenas dois clubes classificados.

Em 2010 e neste ano, os classificados chegaram a três. Na atual edição da competição, Mixto-MT, CRAC-GO e Ceilândia-DF seguem na briga pelo acesso. Distrito Federal e Mato Grosso são os que mais colocam clubes na segunda fase da Série D.

Quais clubes têm chances de acesso na atual temporada? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os classificados para a 2ª fase da Série D desde 2009:

2009

Norte (4)
Cristal-AP
Nacional-AM
Gênus-RO
São Raimundo-PA

Nordeste (5)
Sergipe-SE
Ferroviário-CE
Alecrim-RN
Central-PE
Fluminense de Feira-BA

Sudeste (5)
Paulista-SP
Macaé-RJ
Tupi-MG
Uberaba-MG
Uberlândia-MG

Centro-Oeste (2)
Brasília-DF
Araguaia-MT

Sul (4)
Corinthians-PR
Chapecoense-SC
Londrina-PR
São José-RS

2010

Norte (3)
Remo-PA
América-AM
Araguaína-TO

Nordeste (6)
Santa Cruz-PE
Guarany-CE
Sampaio Corrêa-MA
CSA-AL
Treze-PB
Fluminense de Feira-BA

Sudeste (4)
Tupi-MG
Uberaba-MG
Rio Branco-ES
Madureira-RJ

Centro-Oeste (3)
Vila Aurora-MT
Mixto-MT
Brasília-DF

Sul (4)
Iraty-PR
Joinville-SC
Operário-PR
Metropolitano-SC

2011

Norte (2)
Penarol-AM
Independente-PA

Nordeste (5)
Sampaio Corrêa-MA
Treze-PB
Santa Cruz-RN
Santa Cruz-PE
Coruripe-AL

Sudeste (5)
Volta Redonda-RJ
Tupi-MG
Villa Nova-MG
Oeste-SP
Mirassol-SP

Centro-Oeste (2)
Cuiabá-MT
Anapolina-GO

Sul (2)
Cianorte-PR
Juventude-RS

2012

Norte (2)
Vilhena-RO
Remo-PA ou Atlético-AC

Nordeste (5)
Sampaio Corrêa-MA
Sousa-PB
Baraúnas-RN
Campinense-PB
CSA-AL

Sudeste (3)
Nacional-MG
Friburguense-RJ
Mogi Mirim-SP

Centro-Oeste (3)
Mixto-MT
CRAC-GO
Ceilândia-DF

Sul (3)
Juventude-RS
Cianorte-PR
Metropolitano-SC

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Fatiado!


Está na moda a palavra "fatiada". Culpa dos ministros que julgam o processo do mensalão. Pegando carona no fatiamento, o blog rbrito apresentará o ranking de público pagante de forma completa, mas com foco como se as 20 primeiras colocações fossem da Série A, as próximas 20 da Série B e as outras 20 da Série C. O restante das colocações seria da Série D. Para a atualização desta terça-feira, o blog rbrito, como sempre, contou com a colaboração de Marcos Neves.

Mais no blog rbrito:
Direto para o cofrinho! Ranking de público e clubes que sabem economizar!

Como de costume... Atualização do ranking de público da Segundona Paulista!

Notem que muitos números estão em vermelho. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) atrasou mais do que o normal a divulgação dos borderôs. Como teremos rodada completa da Série B, nesta terça-feira, e da Série A, na quarta e quinta, se conseguirmos uma nova leva de públicos, divulgaremos o ranking atualizado no twitter (@rbrito1984).

As primeiras 20 colocações do ranking de público, por exemplo, têm amplo domínio dos clubes da Série A, mas alguns "intrusos" garantiram presença na elite. O Santa Cruz é o maior destaque, com média de 22.649 pagantes. Líder no ranking da Série C, o Tricolor ocupa a segunda colocação no geral, atrás apenas do Corinthians (24.968). O Timão tem a melhor média de público pós-título da Libertadores (Veja o post aqui!).

Outros quatro clubes da Série C estão entre as 20 melhores médias do país. O Fortaleza ganhou uma posição e aparece no sétimo lugar (14.287). Paysandu e Treze também fazem bonito. Os paraenses têm média de 11.636, contra 9.423 pagantes do Treze. Aliás, o time paraibano fecha o Top 20.

A Série B é outra divisão que marca presença entre os melhores. Campeão simbólico do primeiro turno e dono da melhor campanha da Segundona (Veja o post aqui!), o Vitória também faz festa nas arquibancadas. Líder de público na Série B, com média de 11.818 pagantes, o Leão baiano aparece no 12º lugar, a frente de Internacional, Botafogo, Vasco e até do Flamengo - clubes da elite.

Lado a lado estão Joinville e Ceará. O JEC, agora, vice-líder no ranking da Série B, tem média de 10.061 pagantes. Enquanto isso, o Ceará aparece com 9.882 pagantes. As outras 13 colocações no ranking de público são dos clubes da Série A.

Nova Série B...
Nas próximas 20 posições no ranking de público, enfim, aparece algum clube da Série D. Líder na média de pagantes, o Remo ocupa o 27º lugar (6.771). O clube paraense está na frente do Santos, Ponte Preta, Atlético-GO e Portuguesa - todos da elite.

A Série D ainda é representada pelo CSA, Sampaio Corrêa e os pernambucanos Ypiranga e Petrolina. Enquanto isso, a Série C conta apenas com Salgueiro e Vila Nova. O clube pernambucano tem a 26ª melhor média do Brasil (8.531), enquanto o Vila Nova aparece no 31º lugar, com 4.972 pagantes.

Goiás, Criciúma, Paraná, Avaí, CRB e ABC continuariam na Série B, se as competições levassem em conta o poder das arquibancadas. Por outro lado, além daqueles clubes da Série A que já citamos, Figueirense, Fluminense e Palmeiras seriam rebaixados.

Na Série C...
A partir deste momento não há mais clubes da Série A. As outras três divisões dividem as ingratas colocações no ranking de público. Mesmo com boas campanhas na Série B, América-MG, Atlético-PR e América-RN estariam rebaixados, assim como Boa, ASA, Guarani e Barueri.

Pelo menos, Mirassol, Juventude, Campinense, Marília, Arapongas, Metropolitano e Nacional subirem de divisão. São todos clubes da Série D que têm públicos de Série C. Da Terceira Divisão, Caxias, Chapecoense, Icasa, Guarany, Luverdense e Tupi estão entre as posições 41 e 60.

Penúria...
Na última parte do fatiamento, a Série C, que chegou a dar orgulho em alguns nas primeiras posições, volta ao foco, mas desta vez para passar vergonha. Nada menos que oito clubes têm públicos de Série D e estão entre as posições 61 e 100.

Mas a Série C não está sozinha. Afinal, há clubes da Série B que dão o ar da graça. No G4 brigando pelo acesso, o São Caetano tem a 75ª média de público entre os 100 clubes das Séries A, B, C e D - 603 pagantes. Ipatinga, Bragantino e Guaratinguetá também estão nesta situação vexatória. Os outros clubes são da Série D.

Divisão!
As Séries A, B, C e D ostentam média de 5.903 pagantes após 614 partidas. O total de público é de 3.624.437. A Série A, por sua vez, tem média superior, de 11.803 pagantes. Em 189 jogos, o público total é de 2.230.796.

Já a Série B, com média de 4.206 pagantes, está atrás da Série C (4.444). Em 189 partidas, a Série B tem total de 794.919 pagantes, contra 382.154 da Série C e seus 86 jogos. Para fechar, a Série D, com 149 partidas, apresenta média de 1.297 pagantes e total de 193.181.

Entenda:
Os clubes da Série A do Brasileirão são representados pela cor amarela. O cinza destaca os clubes da Série B, enquanto o laranja é a Série C e o azul é a Série D. Já os números em vermelho precisam da confirmação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O blog rbrito acompanhará TODOS os públicos das Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro 2012. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Time do Povo!


O Corinthians, disparado, tem a melhor média de público no Campeonato Brasileiro entre os últimos três campeões da Libertadores. Como de costume, o vencedor da competição sul-americana tira o pé do acelerador na Série A e seu torcedor diminui a frequência nos estádios. Não com o Alvinegro de Parque São Jorge.

No último domingo, durante a derrota, por 2 a 1, para o São Paulo, o Timão levou 34.843 pagantes ao Estádio do Pacaembu. O público total superou a marca de 36 mil torcedores. Não pense que o bom público do Corinthians se deve a um clássico e ao jogo ter sido realizado em um domingo, às 16 horas.

Em um ingrato sábado, às 21 horas, o time do técnico Tite arrastou quase 22 mil pagantes ao Pacaembu. Ao término do primeiro turno, após 19 rodadas e dez jogos como mandante, o Corinthians ostenta a inacreditável média de 24.968 pagantes. O público total (249.682) também supera Internacional e Santos.

Bem atrás...
Campeões da Libertadores em 2010 e 2011, Internacional e Santos, respectivamente, não animaram seus torcedores ao longo da jornada nacional. O Internacional, também com dez jogos em casa no primeiro turno, teve média de 16.057 pagantes. O público total foi de 160.574.

Naquela oportunidade, o Colorado terminou o Brasileirão com a sétima melhor média de público. Sua média final aumentou um pouco e ficou em 16.630 pagantes. O público total terminou em 315.975. Enquanto isso, os números do Santos são mais modestos.

Em 2011, o Peixe realizou dez partidas como mandante nas 19 primeiras rodadas. A média de público apresentada pelo clube foi de apenas 7.655 pagantes. O time de Neymar e cia. conseguiu um público total de 76.553. Ao término da Série A, o Santos ficou com a 18ª ou terceira pior média da competição - 8.892 pagantes e total de 168.949.

Participe do blog rbrito! Opine! Mande sugestões aqui ou pelo www.twitter.com/rbrito1984

Confira o público, ao final do turno do Brasileirão, dos últimos campeões da Libertadores:

Internacional (2010)
TOTAL: 160.574
MÉDIA: 16.057

Santos (2011)
TOTAL: 76.553
MÉDIA: 7.655

Corinthians (2012)
TOTAL: 249.682
MÉDIA: 24.968

Rei da Série B!


Na última sexta-feira, com o triunfo, de virada, por 3 a 1, sobre o Ceará, o Vitória se tornou o dono da melhor campanha do primeiro turno na Série B do Campeonato Brasileiro. Desde 2006, quando a competição passou a ser disputada por pontos corridos, jamais um clube anotou tantos pontos nas 19 primeiras rodadas.

O Vitória superou os então recordistas Corinthians e Vasco. Poucos acreditavam que paulistas e cariocas perderiam a hegemonia na Série B. Em 2008 e 2009, Corinthians e Vasco, respectivamente, somaram 39 pontos. O Leão baiano foi além e marcou, inacreditáveis, 44 pontos.

O time do técnico Paulo César Carpegiani ostenta 14 vitórias, dois empates e apenas três derrotas. Aproveitamento exemplar de 77,2%. O Vitória ainda anotou 35 gols - contra 36 do Timão e 33 do Vasco - e levou só 18 - contra 14 do Corinthians e 11 do Vasco. São sete vitórias como visitante em dez jogos. O clube rubro-negro ainda empatou um (0 x 0 com o São Caetano) e perdeu para Criciúma (2 x 1) e Goiás (4 x 3).

Das seis edições com pontos corridos, três clubes (Corinthians, Vasco e Portuguesa) foram campeões do turno e do returno. Por outro lado, Coritiba, Criciúma e Figueirense levaram o primeiro turno, mas perderam o título final, respectivamente, para Atlético-MG, Coritiba e outra vez Coritiba.

O Vitória não disputa a elite do Brasileirão desde 2010, quando foi rebaixado. Naquela oportunidade, o Leão ficou no 17º lugar e somou 42 pontos ao término de 38 rodadas. Aproveitamento de apenas 36,8%. De volta a Série B 2012, há outro clube que se destacou na primeira metade da competição.

Muito bem!
Assim como o Vitória, o Criciúma também superou Corinthians e Vasco na pontuação. O Tigre catarinense, que liderou a Série B por várias rodadas, apresenta 42 pontos na vice-liderança. Aproveitamento de 73,7%. Se o Vitória tem um bom retrospecto fora de casa, o Criciúma se destaca como mandante - dez triunfos em dez jogos.

Completam o G4 o Joinville, com 36 pontos, e o São Caetano, com 34. Goiás (33), Atlético-PR (32) e América-RN (31) são os mais próximos da zona de acesso. Mas América-MG e Avaí também estão na briga.

Na parte inferior da tabela, Grêmio Barueri (10), Ipatinga (13), Bragantino (15) e Guaratinguetá (15) terão que suar muito para evitar o rebaixamento. ABC, CRB e ASA precisam abrir o olho para não se complicarem nesta disputa contra o descenso.

Quais clubes conquistarão o acesso à elite do Brasileirão? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os campeões na Série B desde 2006:

2006
Coritiba - 35 pontos (campeão 1º turno)
Atlético-MG - 71 pontos (campeão geral)

2007
Criciúma - 37 pontos (campeão 1º turno)
Coritiba - 69 pontos (campeão geral)

2008
Corinthians - 39 pontos (campeão 1º turno)
Corinthians - 85 pontos (campeão geral)

2009
Vasco - 39 pontos (campeão 1º turno)
Vasco - 76 pontos (campeão geral)

2010
Figueirense - 36 pontos (campeão 1º turno)
Coritiba - 71 pontos (campeão geral)

2011
Portuguesa - 38 pontos (campeão 1º turno)
Portuguesa - 81 pontos (campeão geral)

2012
Vitória - 44 pontos (campeão do 1º turno)

domingo, 26 de agosto de 2012

Mau Humor FC 130!


O futebol brasileiro, aos poucos, tenta se desenvolver em relação a reforços de peso e jovens talentosos. Mesmo com a manutenção de Neymar, ou contratações como Ronaldo, Seedorf, Forlán, entre outros, o futebol pentacampeão mundial ainda sofre do complexo de vira-lata. Para ficarmos na expressão utilizada por Nelson Rodrigues, que completaria 100 anos em 2012. Esta é a seção Mau Humor FC, deste domingo.

Mais no blog rbrito:
Invasões de campo, mas nenhuma punição aos dirigentes explosivos!

Entendo a bajulação em cima de Ronaldo, Seedorf, Forlán e mais alguns exemplos. Eles fizeram por merecer em algum momento de suas brilhantes carreiras. Agora, não entendo a devoção por conta de Barcos, Paolo, Patito Rodriguez e por ai vai.

Nada contra estes jogadores que, até agora, tem acrescentado bom futebol a seus novos clubes. Mas os torcedores brasileiros e a imprensa trata-os como Deuses. Como jogadores fora de série e com raça além do comum. Há um respeito e uma paciência maiores com os gringos do que com os jogadores "fabricados" no Brasil.

A mistura de nacionalidades faz muito bem ao futebol brasileiro e mundial. Mas os gringos, especialmente os sul-americanos - que desembarcam aos montes no Brasil - não são a salvação para todos os problemas do futebol verde e amarelo.

Este amor a primeira vista dos torcedores e imprensa aos gringos se deve muito a falta de amor e de respeito de certos jogadores brasileiros aos clubes. Troca-se de camisas com a normalidade de que se respira.

Os gringos, por outro lado, tem a seu favor, a raça e não falo só no sentido de briga, chutão, este tipo de coisa que deixa o futebol feio. Falo que os gringos - não generalizo - respeitam mais o clube, se doam mais em campo, tem estes fatores em seu sangue.

Estes podem ser os diferenciais dos estrangeiros que tão logo chegam ao Brasil, já ganham o respeito e o amor dos torcedores e da imprensa local. Ficamos de olho!

Deixe o mau humor falar por você neste domingo! Critique! Proteste! Opine aqui no blog rbrito ou através do twitter (@rbrito1984)

sábado, 25 de agosto de 2012

Um clique XXXI!


Com direito a pênaltis a favor e contra, além de clubes invictos e um atacante que cheira gol, o blog rbrito caminhou pela semana, que ainda teve ranking de público Nacional e Estadual. O blog rbrito criou a seção Um clique! para elencar todos os posts que agitaram a semana, assim como seus links. Tudo para facilitar a vida de vocês, caros torcedores-internautas.

Mais no blog rbrito:
Milhões, assim como dívidas, ranking de público e recordes!

A semana começou com um ranking diferente. O blog rbrito trouxe a lista dos clubes que mais cometeram pênaltis no Campeonato Brasileiro da Série A. Goianos, baianos e paulistas já cometeram cinco pênaltis ao longo das 18 rodadas do primeiro turno. Para não ter reclamações, à tarde, o blog rbrito elencou as penalidades máximas a favor dos 20 clubes. A liderança é de mineiros e cariocas.

Relembre o post Liderança indesejada!

Relembre o post Corre e bate!

TERÇA-FEIRA
Além do ranking de público pagante das Séries A, B, C e D do Brasileirão, o blog rbrito, na terça-feira, mostrou que dois clubes sabem economizar e não desperdiçam dinheiro jogo após jogo como fazem muitos clubes. As despesas da dupla são mínimas a cada rodada.

Relembre o post Direto para o cofrinho!

QUARTA-FEIRA
O intuito do blog rbrito, na quarta-feira, era contar apenas a história de dois clubes do interior paulista que estão sem perder desde o Estadual. Mas fomos além e também elencamos os invictos das Séries A, B, C e D do Brasileirão.

Relembre o post Do interior para o Brasil!

QUINTA-FEIRA
Artilheiro da Série B, Zé Carlos, do Criciúma, tem mais gols que oito clubes das Séries A e B. Sem falar que Zé do Gol, como ele é conhecido, ostenta o dobro de tentos dos artilheiros do Brasileirão. Estas e outras curiosidades do goleador.

Relembre o post Ele contra a rapa!

SEXTA-FEIRA
A sexta-feira fechou a semana com a atualização do ranking de público da Segundona do Campeonato Paulista. Desta vez o blog rbrito trouxe as diferenças de público de grupo para grupo, de mandante para mandante da última rodada.

Relembre o post Como de costume...

O que você gostaria de ver no blog rbrito? Opine! Mande suas sugestões aqui ou pelo www.twitter.com/rbrito1984

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Como de costume...


Como de costume, a rodada da Segundona do Campeonato Paulista reservou bons e péssimos públicos. Nesta atualização do ranking de público, que o blog rbrito contou com a colaboração de Marcos Neves, vamos analisar a presença dos torcedores nos estádios por grupos.

Mais no blog rbrito:
Recíproco! Apenas dois dos cinco melhores público vão bem em campo!

Direto para o cofrinho! Ranking de público das Séries A, B, C e D!

Por exemplo, a maior diferença registrada foi no Grupo 17. O Tupã, com a quinta melhor média da competição (901), teve o maior público do final de semana, com 1.065 pagantes. Por outro lado, o Jaboticabal só levou 278 pagantes a seu estádio, diferença de 787 para o rival. O Jaboticabal tem a 17ª melhor média de público (254).

Diferença substancial também foi observada no Grupo 15. Responsável pela quarta melhor média da Segundona - 930 pagantes -, o Fernandópolis voltou a encher seu estádio (497). O Mauaense, por sua vez, só teve 66 pagantes. Por conta disso, o clube amarga a 31ª colocação no ranking de público - 61 pagantes.

O Grupo 16 registrou diferença de 293 pagantes entre os dois mandantes deste final de semana. O José Bonifácio, com a décima melhor média de público (464), teve público pagante de 416, contra 123 pagantes do Guarujá. O cube da Baixada tem a oitava pior média de público da Segundona - apenas 81 pagantes.

Por fim, o Nacional - mesmo na modesta 22ª colocação no ranking de público - goleou o Osasco nas arquibancadas. O Naça, com média de 184, atraiu 245 pagantes na rodada do final de semana. Já o Osasco teve apenas 89. Diferença de 156. Com média de 57 pagantes, o Osasco ocupa o nada honroso 33º lugar.

A Segundona Paulista, em seus 226 jogos com a presença do torcedor, levou um total de 119.760 pagantes aos estádios. Mas a média é modesta, de apenas 450.

Regulamento!
Na terceira fase, os 16 clubes estão separados em quatro grupos com quatro clubes cada. Dentro dos próprios grupos, os clubes jogarão em turno e returno. Os dois melhores de cada grupo passarão para a próxima fase.

O Grupo 14 conta com Votuporanguense, Nacional, Osasco e Sport Barueri. Fernandópolis, Joseense, Mauaense e Sumaré estão no Grupo 15. O Grupo 16 é composto por Novorizontino, Guarujá, José Bonifácio e Américo Brasiliense. E o Grupo 17 tem Tupã, Olímpia, São Vicente e Jaboticabal.

Explicações!
Na Segundona, o Primavera realizou oito jogos com os portões fechados. ECUS e Suzano já jogaram cinco vezes sem a presença do torcedor, uma a mais que Sumaré e Radium. Enquanto isso, Guarujá, Elosport e Guariba fizeram uma partida sem torcida.

O blog rbrito acompanhará os públicos da Segundona Paulista e das Séries A, B, C e D do Brasileirão. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Ele contra a rapa!


O post do blog rbrito desta quinta-feira surgiu em um comentário do torcedor-internauta Lucas Heckler (@lucasgheckler) pelo twitter (@rbrito1984). Disse ele após os dois gols de Zé Carlos na última vitória do Criciúma, por 2 a 0, sobre o Avaí, pela 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro: "Ele (Zé Carlos), sozinho, tem a mesma quantidade de gol que o próximo adversário do Criciúma. #Essetimesódáorgulho".

Mais no blog rbrito:
Do interior para o Brasil! Invictos desde os Estaduais!

Direto para o cofrinho! Última atualização do ranking de público do Brasileirão!

O blog rbrito foi atrás dos números e descobriu que Zé do Gol, apelido que ganhou dos torcedores tricolores, é mais efetivo que muitos sistemas ofensivos da Série B e, até, da elite do Campeonato Brasileiro. Artilheiro da Série B, Zé Carlos já anotou 18 dos 44 gols do Criciúma - dono do melhor ataque da competição.

Dezoito tentos é o total de vezes que balançou as redes o Guaratinguetá - adversário do Criciúma, na próxima terça-feira, às 21h50, no interior de São Paulo, pela abertura do returno. Sim! O clube paulista tem média inferior a um gol por jogo, uma vez que já entrou em campo 19 vezes. Mas não é só o Guará que passa vergonha com seu sistema ofensivo.

Ipatinga e Grêmio Barueri - os dois piores clubes da Série B - só marcaram 15 tentos. Ou seja, Zé Carlos, além de resolver o problema de gols da dupla, já festejou mais vezes que os torcedores mineiros e paulistas. A superioridade do Zé do Gol chega até a Série A do Nacional.

Atacante Série A!
Com 18 tentos, Zé Carlos supera até o ataque do atual campeão invicto da Copa do Brasil. O Palmeiras, que luta contra o rebaixamento, fez a festa com seu torcedor em 17 oportunidades, uma a mais que a Portuguesa. Enquanto isso, dentro da zona de rebaixamento, o ataque de três clubes está atrás do centroavante do Criciúma.

Lanterna do Brasileirão e rival do Tigre, o Figueirense tem 15 gols. O Bahia, por sua vez, balançou as redes 14 vezes, contra 13 do Sport. Os números de Zé Carlos impressionam até o atual campeão brasileiro e da Libertadores. O Corinthians, assim como Ponte Preta e Atlético-GO, ostenta a marca de só 19 gols na Série A 2012.

Como se não bastasse, Zé Carlos tem duas vezes mais gols que os artilheiros do Brasileirão. Vágner Love, do Flamengo, e Fred, do Fluminense, estão na liderança do quesito com nove tentos cada.

Zé do Gol!
José Carlos Ferreira Filho, mais conhecido como Zé Carlos, é natural de Maceió, em Alagoas, e tem 29 anos - completados no dia 24 de abril. O atacante do Tigre pesa 93kg e média 1,86m. O último clube de Zé Carlos foi o Corinthians Alagoano.

O atacante chegou ao Criciúma em maio de 2011 e fez 13 gols na Série B daquele ano. No Campeonato Catarinense 2012, ele marcou 12 gols e foi o terceiro na lista de artilheiros. Zé Carlos ainda passou por Portuguesa, Gamba Osaka (Japão), Cruzeiro, Paulista, Jeonbuk (Coreia do Sul), Ulsan (Coreia do Sul), CRB, Ponte Preta, Vizela (Portugal) e Porto (Portugal).

* Atualizado às 11h59

Você gostaria de ter Zé Carlos em seu time? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twiiter.com/rbrito1984

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Do interior para o Brasil!


A Copa Paulista, que reúne clubes das Séries A1, A2 e A3 do Estado de São Paulo, dá ao campeão uma vaga para a Copa do Brasil 2013. Dos 28 clubes em disputa, apenas Botafogo e Ferroviária ainda não sofreram derrotas. O intuito do blog rbrito, nesta quarta-feira, era contar apenas a história destes dois clubes, mas fomos além e também iremos trazer os invictos das Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro.

Mais no blog rbrito:
Nova atualização do ranking de público das Séries A, B, C e D do Brasileirão!


O Botafogo, que se salvou do rebaixamento na elite do Paulistão, lidera o Grupo 2, com 11 pontos. Os quatro colocados de cada grupo passam à próxima fase. O clube de Ribeirão Preto ostenta três vitórias e dois empates. Aproveitamento de 73,3%. O Bota ainda marcou seis gols e sofreu apenas um.

Junta-se a esta invencibilidade mais três vitórias. Todas conquistadas nas três rodadas finais do Paulistão. A última derrota do Pantera aconteceu no longínquo dia 28 de março, pela 16ª rodada do Estadual, quando perdeu, em casa, para o São Caetano, por 3 a 2. Lá se vão cinco meses e oito jogos.

No próximo sábado, às 16 horas, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, o Botafogo poderá aumentar sua invencibilidade contra o São Carlos, pela nona rodada. Um dia depois, às 10 horas, a Ferroviária vai encarar o Penapolense, em Penápolis.

A Ferrinha lidera o Grupo 1, com 15 pontos - quatro vitórias e três empates. Aproveitamento de 71,4%. O time do técnico Ito Roque ainda ostenta 11 gols a favor e seis contra. O último tropeço do clube de Araraquara aconteceu pela sexta rodada da segunda fase na Série A2, quando caiu diante do Audax, por 3 a 1, fora de casa, no dia 29 de abril.

Pelo Brasil...
Dos 100 clubes das quatro divisões nacionais, apenas a Série D ainda tem clubes invictos. No último final de semana, o Santo André perdeu seu primeiro jogo na Série C. A lista na quarta divisão contempla Sampaio Corrêa, CSA, Friburguense e Cianorte.

A melhor campanha de todas é do clube maranhense que, inclusive, já ganhou destaque no blog rbrito (Relembre o post aqui!). O Sampaio Corrêa ostenta 22 partidas de invencibilidade, com 18 triunfos e apenas quatro empates. Só na Série D, o Tubarão venceu todos os seus sete jogos.

Aliás, o Sampaio Corrêa triunfou em suas últimas 12 partidas oficiais. No ano passado, o Coritiba entrou no livro dos recordes ao garantir a façanha de 24 vitórias consecutivas. O Sampaio Corrêa, líder do Grupo A2 e classificado, está na metade.

Seguidores...
Com a segunda melhor campanha da Série D, o CSA já soma cinco vitórias e dois empates. O clube alagoano, líder do Grupo A4, também carimbou o passaporte para a próxima fase. A última derrota do CSA aconteceu na final do segundo turno estadual, quando perdeu para o ASA, por 2 a 0, no dia 1º de maio. Na segunda partida da final, os rivais empataram sem gols. Assim, o CSA soma oito jogos sem derrota.

Pelo Grupo A7, o Cianorte só não tem a segunda melhor campanha da Série D por causa do saldo de gols (11 a 10). Afinal, assim como o CSA, o Cianorte ostenta aproveitamento de 81%. São as mesmas cinco vitórias e dois empates. O último tropeço do clube paranaense ocorreu na rodada final do returno pelo Estadual. No dia 29 de abril, o Cianorte, mesmo em casa, perdeu para o Arapongas, por 2 a 0. Por fim, nesta lista há ainda o Friburguense.

O clube fluminense ocupa a primeira colocação do Grupo A6, com três triunfos e quatro empates. Aproveitamento de 61,9%. Junta-se a esta invencibilidade um empate sem gols na última rodada da Taça Rio pelo Campeonato Carioca. O Friburguense caiu pela última vez no dia 8 de abril, quando perdeu para o Botafogo, por3 a 1, fora de casa.

Qual destes clubes vai ser o primeiro a perder a invencibilidade? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Direto para o cofrinho!


Após trazer a lista de pênaltis contra (Veja o post aqui!) e a favor (Veja o post aqui!) dos 20 clubes do Campeonato Brasileiro, o blog rbrito, nesta terça-feira, sempre com a colaboração de Marcos Neves, atualizará o ranking de público pagante das Séries A, B, C e D. Sem falar que ainda mostraremos dois clubes que sabem economizar jogo após jogo.

Mais no blog rbrito:
À mão! Borderôs de difícil compreensão e ranking de público pagante!

Recíproco! Média de pagantes da Segundona do Campeonato Paulista!

Como não tivemos alterações nas lideranças da Série A (Corinthians), Série B (Vitória), Série C (Santa Cruz) e Série D (Remo), vamos dar um panorama dos lanternas. A Portuguesa segue com a pior média da elite do Brasileirão - apenas 3.596 pagantes.

A última colocação da Série B está nas mãos do Ipatinga que, com 287 pagantes, ocupa a 86ª posição no geral. O Santo André, por sua vez, amarga a lanterna da Série C, com média de 151 pagantes. O último colocado da Série D e do geral é o Cerâmica-RS, com míseros 44 pagantes.

Galo econômico!
O foco do blog rbrito na Série C, após passar por Santa Cruz, Paysandu e Fortaleza, chega até ao Treze. O clube paraibano atuou, em casa, pela última vez, no triunfo, por 3 a 1, sobre o Guarany. Na oportunidade foram colocados à venda 12.590 ingressos. O número de pagantes chegou a 9.555.

Os torcedores do Treze, se ainda não têm motivos para sorrir com o desempenho do time em campo, podem respirar aliviados em relação aos valores das entradas e a economia do clube nas despesas. O valor do ingresso dos idosos é de R$ 5 e apenas R$ 9 para sócios e crianças. A entrada mais cara custa R$ 50 - para a cadeira numerada adulto.

Mas o que surpreendeu mesmo o blog rbrito foi a economia com as despesas. Muitos clubes pagam o que podem e o que não podem a cada rodada. Já o Treze gastou pouco mais de R$ 8 mil no jogo em questão. O clube recebeu R$ 39.600,00 com a venda de ingressos e levou para seus cofres R$ 31.511.81. Dentre as poucas despesas estão a remuneração de apoio da federação (R$ 880,00) e a diária e transporte do árbitros e seus auxiliares (R$ 1.844,00).

Economia pernambucana!
Na Série B, o Ypiranga ganha a atenção do blog rbrito, que já analisou Sampaio Corrêa, Remo e CSA. Assim como o Treze, os pernambucanos também sabem economizar. Durante a vitória, por 3 a 0, sobre o Petrolina, o Ypiranga teve despesas de pouco mais de R$ 6 mil. Número animador se comparado com tantos outros borderôs.

O clube arrecadou R$ 28.230 com a venda de ingressos e levou para os cofres R$ 22.110,86. Como em todos os Estados, o Ypiranga foi obrigado a dar 5% para a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) - R$ 1.411,50. Outro gasto que foi com a remuneração da arbitragem (R$ 1.300,00).

No jogo em questão, o Ypiranga colocou cinco mil ingressos à venda e quase esgotou o total. Foram vendidos 4.194 entradas, além dos 171 ingressos de não pagantes.

Entenda:
Os clubes da Série A do Brasileirão são representados pela cor amarela. O cinza destaca os clubes da Série B, enquanto o laranja é a Série C e o azul é a Série D. Já os números em vermelho precisam da confirmação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O blog rbrito acompanhará TODOS os públicos das Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro 2012. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984


segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Corre e bate!


Cruzeiro e Fluminense são os clubes com o maior número de pênaltis a favor no Campeonato Brasileiro, como mostra o blog rbrito, nesta segunda-feira. Mineiros e cariocas já estiveram na marca da cal em cinco oportunidades durante as 18 primeiras rodadas da Série A.

Mais no blog rbrito:
Liderança indesejada! Os clubes que mais cometeram pênaltis no Brasileirão!

Aliás, o Cruzeiro tem o artilheiro no quesito. O atacante Wellington Paulista já anotou quatro gols de penalidade máxima. Apenas a infração da 13ª rodada não foi convertida por Wellington Paulista. Naquela oportunidade, a Raposa bateu o Palmeiras, por 2 a 1, com um gol de pênalti de Borges.

O panorama do Fluminense é um pouco mais diversificado. Carlinhos e Deco anotaram seus tentos na marca da cal e Fred marcou os outros três. Na goleada, por 4 a 0, sobre o Bahia, pela 10ª rodada, o atacante converteu as duas penalidades máximas.

Geral!
Líder do Brasileirão, o Atlético-MG aparece com três pênaltis a favor. Um foi convertido por Jô e os outros dois por Ronaldinho Gaúcho. Aliás, o meia tem três tentos de penalidade máxima. O outro foi anotado ainda quando o R49 vestia a camisa do Flamengo.

Mas há aqueles clubes que passam em branco no quesito. Se na temporada passada, o Flamengo não teve, sequer, um pênalti a favor durante 38 rodadas, agora, a lista elenca quatro clubes. Até aqui, Internacional, Ponte Preta, Sport e Vasco estão zerados.

Para piorar, o saldo deste quarteto ainda é negativo. O Internacional, por exemplo, já teve duas penalidades máxima contra. Mesmo número registrado pelo Vasco. A Ponte Preta cometeu três pênaltis, enquanto o Sport tem uma infração contra.

Ao todo são 43 pênaltis em 18 rodadas. Média de 2,38 por partida. De todas estas infrações, 39 terminaram no fundo das redes. Apenas quatro não entraram. Emerson perdeu para o Corinthians. Já Júlio César errou uma cobrança para o Figueirense. Enquanto isso, Marcelo Moreno e Valdívia erraram para Grêmio e Palmeiras, respectivamente.

Se estes jogadores ofensivos conseguem errar o gol, tem goleiro que sabe o caminho certo das redes. Rogério Ceni é um deles. O goleiro-artilheiro do São Paulo deixou sua marca na vitória, por 3 a 0, sobre a Ponte Preta. Mas desta vez o camisa 1 tricolor é amplamente superado por Márcio. O goleiro do Atlético-GO já fez três gols de pênalti.

Seu clube tem sido prejudicado pela arbitragem? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira todos os pênaltis marcados no Brasileirão 2012:

ATLÉTICO-GO

Atlético-GO 3 x 2 Figueirense (Márcio / 10ª rodada)
Atlético-GO 4 x 3 São Paulo (Márcio / 12ª rodada)
Atlético-GO 1 x 2 Botafogo (Márcio / 14ª rodada)

ATLÉTICO-MG

Atlético-MG 1 x 1 Bahia (Jô / 3ª rodada)
Atlético-MG 5 x 1 Náutico (Ronaldinho Gaúcho / 6ª rodada)
Figueirense 3 x 4 Atlético-MG (Ronaldinho Gaúcho / 9ª rodada)

BAHIA

Palmeiras 0 x 2 Bahia (Souza / 12ª rodada)

BOTAFOGO

Botafogo 4 x 2 São Paulo (Herrera / 1ª rodada)
Botafogo 1 x 2 Ponte Preta (Andrezinho / 6ª rodada)
Atlético-MG 3 x 2 Botafogo (Andrezinho / 18ª rodada)

CORINTHIANS

Corinthians 1 x 3 Botafogo (Chicão / 7ª rodada)
Flamengo 0 x 3 Corinthians (Emerson errou / 10ª rodada)
Corinthians 2 x 0 Cruzeiro (Chicão / 12ª rodada)

CORITIBA

Santos 2 x 2 Coritiba (Lincoln / 6ª rodada)
São Paulo 3 x 1 Coritiba (Robinho / 8ª rodada)
Náutico 3 x 4 Coritiba (Leonardo / 12ª rodada)

CRUZEIRO

Botafogo 2 x 3 Cruzeiro (Wellington Paulista / 3ª rodada)
Cruzeiro 1 x 0 Sport (Wellington Paulista / 4ª rodada)
Cruzeiro 1 x 3 Grêmio (Wellington Paulista / 9ª rodada)
Portuguesa 0 x 2 Cruzeiro (Wellington Paulista / 10ª rodada)
Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (Borges / 13ª rodada)

FIGUEIRENSE

Figueirense 1 x 1 Vasco (Júlio César errou / 8ª rodada)
Atlético-GO 3 x 2 Figueirense (Caio [2] / 10ª rodada)

FLAMENGO

Flamengo 3 x 3 Internacional (Ronaldinho Gaúcho / 2ª rodada)
Flamengo 1 x 0 Santos (Bottinelli / 5ª rodada)
Bahia 1 x 2 Flamengo (Renato Abreu / 9ª rodada)

FLUMINENSE

Santos 1 x 1 Fluminense (Carlinhos / 3ª rodada)
Atlético-GO 1 x 4 Fluminense (Deco / 6ª rodada)
Fluminense 4 x 0 Bahia (Fred [2] / 10ª rodada)
Ponte Preta 1 x 2 Fluminense (Fred / 11ª rodada)

GRÊMIO

Vasco 2 x 1 Grêmio (Marcelo Moreno errou / 1ª rodada)
Grêmio 1 x 0 Palmeiras (Léo Gago / 2ª rodada)
Grêmio 3 x 1 Bahia (Elano / 14ª rodada)

INTERNACIONAL

NÁUTICO

Figueirense 2 x 1 Náutico (Araújo / 1ª rodada)
Náutico 3 x 0 São Paulo (Kieza / 17ª rodada)

PALMEIRAS

Palmeiras 1 x 1 São Paulo (Valdívia errou / 9ª rodada)
Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (Barcos / 13ª rodada)

PONTE PRETA

PORTUGUESA

Portuguesa 1 x 1 Internacional (Marcelo Cordeiro / 18ª rodada)

SANTOS

Santos 2 x 2 Atlético-GO (Miralles / 16ª rodada)

SÃO PAULO

Atlético-GO 4 x 3 São Paulo (Jadson / 12ª rodada)
São Paulo 3 x 0 Ponte Preta (Rogério Ceni / 18ª rodada)

SPORT

VASCO

Liderança indesejada!


Atlético-GO, Bahia e São Paulo são os clubes que mais tiveram pênaltis contra no Campeonato Brasileiro da Série A. Alguns dirão prejudicados. Outros dirão afobados. O fato é que nenhum clube gostaria de estar na liderança desta lista divulgada pelo blog rbrito. Nesta segunda-feira, o blog rbrito ainda mostrará a lista dos clubes com pênaltis a favor.

Mais no blog rbrito:
Tara! O árbitro que mais marca pênalti no futebol brasileiro!

Goianos, baianos e paulistas já cometeram cinco pênaltis ao longo das 18 rodadas do primeiro turno. Na luta contra o rebaixamento, o Atlético-GO teve duas infrações na área no mesmo jogo, durante a vitória, por 3 a 2, sobre o Figueirense. Todas as cinco penalidades máximas acabaram no fundo das redes.

O Bahia tem cenário parecido. Todas as bolas entraram. Na goleada sofrida, por 4 a 0, para o Fluminense, Fred fez dois da marca da cal. Enquanto isso, o São Paulo sofreu com pênaltis em cinco jogos diferentes. Apenas Valdívia, do Palmeiras, errou sua cobrança na nona rodada.

Falando no Verdão paulista, o clube puxa a lista dos clubes que estão na segunda colocação. Além do Palmeiras, Botafogo, Figueirense, Ponte Preta e Santos tiveram três penalidades máximas contra. Por outro lado, três clubes jamais cometeram, sequer, uma infração na área.

Outro lado...
O Corinthians, desde a temporada passada, se destacou pelo forte e exemplar sistema defensivo. Enquanto isso, o Fluminense ostenta a melhor defesa do Brasileirão - apenas dez gols sofridos. Além de paulistas e cariocas, o Coritiba também não cometeu nenhum pênalti na Série A.

O Vasco, por sua vez, até que fez duas faltas na área, mas não sofreu nenhum gol. Marcelo Moreno, logo na primeira rodada, errou sua cobrança na derrota do Grêmio, por 2 a 1. Enquanto isso, Júlio César, do Figueirense, seguiu o mesmo caminho no empate, por 1 a 1, pela oitava rodada.

Líder do Brasileirão, com 42 pontos, o Atlético-MG cometeu seu primeiro e, até aqui, único pênalti, justamente na 18ª rodada. Andrezinho marcou para o Botafogo durante a derrota, por 3 a 2. Ao todo são 43 penalidades máximas em 18 rodadas. Média de 2,38 por rodada.

Você acha que seu clube é prejudicado na Série A? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os pênaltis marcados contra seu clube no Brasileirão:

ATLÉTICO-GO

Atlético-GO 3 x 2 Figueirense (Caio [2] / 10ª rodada)
Atlético-GO 1 x 4 Fluminense (Deco / 6ª rodada)
Santos 2 x 2 Atlético-GO (Miralles / 16ª rodada)
Atlético-GO 4 x 3 São Paulo (Jadson / 12ª rodada)

ATLÉTICO-MG

Atlético-MG 3 x 2 Botafogo (Andrezinho / 18ª rodada)

BAHIA

Atlético-MG 1 x 1 Bahia (Jô / 3ª rodada)
Bahia 1 x 2 Flamengo (Renato Abreu / 9ª rodada)
Fluminense 4 x 0 Bahia (Fred [2] / 10ª rodada)
Grêmio 3 x 1 Bahia (Elano / 14ª rodada)

BOTAFOGO

Atlético-GO 1 x 2 Botafogo (Márcio / 14ª rodada)
Corinthians 1 x 3 Botafogo (Chicão / 7ª rodada)
Botafogo 2 x 3 Cruzeiro (Wellington Paulista / 3ª rodada)

CORINTHIANS

CORITIBA

CRUZEIRO

Corinthians 2 x 0 Cruzeiro (Chicão / 12ª rodada)
Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (Barcos / 13ª rodada)

FIGUEIRENSE

Atlético-GO 3 x 2 Figueirense (Márcio / 10ª rodada)
Figueirense 3 x 4 Atlético-MG (Ronaldinho Gaúcho / 9ª rodada)
Figueirense 2 x 1 Náutico (Araújo / 1ª rodada)

FLAMENGO

Flamengo 0 x 3 Corinthians (Emerson errou / 10ª rodada)

FLUMINENSE

GRÊMIO

Cruzeiro 1 x 3 Grêmio (Wellington Paulista / 9ª rodada)

INTERNACIONAL

Flamengo 3 x 3 Internacional (Ronaldinho Gaúcho / 2ª rodada)
Portuguesa 1 x 1 Internacional (Marcelo Cordeiro / 18ª rodada)

NÁUTICO

Atlético-MG 5 x 1 Náutico (Ronaldinho Gaúcho / 6ª rodada)
Náutico 3 x 4 Coritiba (Leonardo / 12ª rodada)

PALMEIRAS

Palmeiras 0 x 2 Bahia (Souza / 12ª rodada)
Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (Borges / 13ª rodada)
Grêmio 1 x 0 Palmeiras (Léo Gago / 2ª rodada)

PONTE PRETA

Botafogo 1 x 2 Ponte Preta (Andrezinho / 6ª rodada)
Ponte Preta 1 x 2 Fluminense (Fred / 11ª rodada)
São Paulo 3 x 0 Ponte Preta (Rogério Ceni / 18ª rodada)

PORTUGUESA

Portuguesa 0 x 2 Cruzeiro (Wellington Paulista / 10ª rodada)

SANTOS

Santos 2 x 2 Coritiba (Lincoln / 6ª rodada)
Flamengo 1 x 0 Santos (Bottinelli / 5ª rodada)
Santos 1 x 1 Fluminense (Carlinhos / 3ª rodada)

SÃO PAULO

Atlético-GO 4 x 3 São Paulo (Márcio / 12ª rodada)
Botafogo 4 x 2 São Paulo (Herrera / 1ª rodada)
São Paulo 3 x 1 Coritiba (Robinho / 8ª rodada)
Náutico 3 x 0 São Paulo (Kieza / 17ª rodada)
Palmeiras 1 x 1 São Paulo (Valdívia errou / 9ª rodada)

SPORT

Cruzeiro 1 x 0 Sport (Wellington Paulista / 4ª rodada)

VASCO

Figueirense 1 x 1 Vasco (Júlio César errou / 8ª rodada)
Vasco 2 x 1 Grêmio (Marcelo Moreno errou / 1ª rodada)

domingo, 19 de agosto de 2012

Mau Humor FC 129!


Os dirigentes, assim como o futebol brasileiro, ainda relutam em evoluir. A seção Mau Humor FC, do blog rbrito, irá analisar, neste domingo, as ameaças e até agressões de alguns dirigentes a árbitros. Os jogadores e técnicos são punidos quando tomam tal atitudes. Mas e os dirigentes? O que acontece com eles nestas ocasiões?

Mais no blog rbrito:
Falta de respeito no Hino Nacional e no "um minuto de silêncio"!

Basta acessar qualquer súmula de divisões inferiores do Brasileirão ou Estadual para notar que o fato relatado acima é corriqueiro nos gramados brazucas. O dirigente se acha no direito de adentrar o campo, no intervalo, no término da partida ou até mesmo com a bola em jogo para peitar, xingar e até agredir a arbitragem.

Na maioria dos casos são os mesmos xingamentos - impublicáveis aqui -, e ameaças do tipo "você não vai roubar aqui!", "vocês não sairão vivos do estádio" e por ai vai. Os árbitros não são regulamentados, não têm apoio da Comissão de Arbitragem, ganham pouco e ainda estão sujeitos a isso, a sair de camburão dos estádios.

Esta incidência diminuiu na Série A do Brasileirão, mas é comum em outras divisões. Jogadores e técnicos que tomam tal atitude são punidos. Mas e os dirigentes? Não lembro de casos com punições severas ou até mesmo brandas. Não vejo motivos para proteger um agressor. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) deveria dar o exemplo.

Aliás, os dirigentes deveriam dar exemplo aos torcedores, jogadores e técnicos. Alguns podem defender tais atitudes, mas nenhum erro de arbitragem é passível para agressão, seja verbal ou física. Em qual outra profissão se admite tal situação? Uma agressão é caso de polícia! O mesmo deveria acontecer no futebol que insiste em não sair do lugar, em não evoluir!

Deixe o mau humor falar por você neste domingo! Critique! Proteste! Opine aqui no blog rbrito ou através do twitter (@rbrito1984)

sábado, 18 de agosto de 2012

Um clique XXX!


Muito dinheiro em alguns casos e dívidas em outras situações. Este foi o cenário apresentado pelo blog rbrito, nesta semana, com a venda de Lucas para a Europa, e os borderôs negativos dos clubes nas Séries A, B e C do Brasileirão. O blog rbrito criou a seção Um clique! para elencar todos os posts que agitaram a semana, assim como seus links. Tudo para facilitar a vida de vocês, caros torcedores-internautas.

Mais no blog rbrito:
Semana diversificou os temas no mundo da bola com muitas curiosidades!

A semana começou com uma enxurrada de dinheiro. O blog rbrito quis saber o que dava para fazer com R$ 108,34 milhões - dinheiro da venda de Lucas, que deixou o São Paulo e desembarcou no PSG. Ainda na segunda-feira, mostramos que Atlético-MG e Criciúma podem bater recordes no primeiro turno das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

Relembre o post Na casa do mi...

Relembre o post Ser ou não ser?

TERÇA-FEIRA
Apesar dos borderôs mal preenchidos, o blog rbrito apresentou mais uma atualização do ranking de público das Séries A, B, C e D. A liderança das quatro divisões não sofreu alterações. Mas a briga entre Corinthians e Santa Cruz está, cada vez mais, acirrada. Além dos números dos 100 clubes, demos destaque ao Coritiba e ao Avaí.

Relembre o post À mão!

QUARTA-FEIRA
Enquanto isso, a quarta-feira trouxe um nada agradável cenário do futebol brasileiro. Muitos clubes do Brasileirão estão pagando para jogar. Ao todo, 28 jogos da Série A terminaram no vermelho. Entre estes clubes há aqueles com estádio próprio e até clubes que brigam pelo título do Brasileirão.

Relembre o post Mal das pernas!

QUINTA-FEIRA
Como forma de completar o post de quarta-feira, o blog rbrito ainda apresentou os números negativos da Série B e da Série C. A Segundona Nacional tem dado dor de cabeça aos clubes que amargam déficits. Os números negativos da Série C também ultrapassam a lista da Série A.

Relembre o post Futebol pede socorro!

SEXTA-FEIRA
A semana terminou com a atualização do ranking de público da Segundona Paulista. Dos cinco clubes que ostentam as melhores médias da competição, apenas dois conseguem ir bem dentro de campo na terceira fase e têm tudo para continuarem na disputa pelo acesso à Série A3.

Relembre o post Recíproco!

O que você gostaria de ver no blog rbrito? Opine! Mande suas sugestões aqui ou pelo www.twitter.com/rbrito1984

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Recíproco!


Os donos das cinco melhores médias de público pagante na Segundona do Campeonato Paulista estão na terceira fase e seguem na briga pelo acesso, mas apenas dois respondem em campo positivamente ao apoio registrado nas arquibancadas. Nesta sexta-feira, o blog rbrito, com a colaboração de Marcos Neves, encerrará a semana com a atualização do ranking de público.

Mais no blog rbrito:
Salva-estádios! Top 5 no ranking de público está na 3ª fase!

À mão! Atualização do ranking de público das Séries A, B, C e D!

A satisfação é recíproca apenas nos casos de Novorizontino e Tupã. Aliás, o "Deus do Trovão" conseguiu o maior público do meio de semana - 1.954 pagantes. Na quinta posição do ranking de público (883), o Tupã lidera o Grupo 17, com quatro pontos.

O Novorizontino, que ocupa a primeira colocação no ranking de público, com média de 2.299 pagantes, está na primeira colocação do Grupo 16, com quatro pontos, e também estaria classificado para a outra fase. Enquanto isso, os outros clubes decepcionam seus torcedores.

Dono da segunda melhor média de público da Segundona Paulista - 1.846 pagantes -, o Américo Brasiliense amarga a lanterna do Grupo 16, com apenas um ponto em seis disputados. A situação do Fernandópolis, responsável pela quarta maior média de público (978), é idêntica no Grupo 15.

O Votuporanguense, por sua vez, aparece na terceira colocação do Grupo 14, com dois pontos. O CAV também busca sua primeira vitória na terceira fase e, hoje, estaria fora da briga pelo acesso. Na temporada passada, o Votuporanguense, assim como 2012, arrebentou nas arquibancadas e em campo, mas na reta final ficou sem o acesso. O CAV tem a terceira maior média da competição (1.720).

Por outro lado, Osasco, Nacional, Sumaré, Joseense, Guarujá e São Vicente patinam na média de público, mas estão na zona de classificação dos seus grupos. Ainda serão realizadas mais quatro rodadas para se conhecer os classificados na terceira fase.

Em 258 jogos com a presença do torcedor, a Segundona Paulista ostenta média de 453 pagantes e público total de 116.981.

Regulamento!
Na terceira fase, os 16 clubes estão separados em quatro grupos com quatro clubes cada. Dentro dos próprios grupos, os clubes jogarão em turno e returno. Os dois melhores de cada grupo passarão para a próxima fase.

O Grupo 14 conta com Votuporanguense, Nacional, Osasco e Sport Barueri. Fernandópolis, Joseense, Mauaense e Sumaré estão no Grupo 15. O Grupo 16 é composto por Novorizontino, Guarujá, José Bonifácio e Américo Brasiliense. E o Grupo 17 tem Tupã, Olímpia, São Vicente e Jaboticabal.

Explicações!
Na Segundona, o Primavera realizou oito jogos com os portões fechados. ECUS e Suzano já jogaram cinco vezes sem a presença do torcedor, uma a mais que Sumaré e Radium. Enquanto isso, Guarujá, Elosport e Guariba fizeram uma partida sem torcida.

O blog rbrito acompanhará os públicos da Segundona Paulista e das Séries A, B, C e D do Brasileirão. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Futebol pede socorro!


O blog rbrito apresentou, na última quarta-feira, os 28 jogos do Campeonato Brasileiro da Série A que terminaram com déficit no borderô. Mas a pior situação está na Série B, como mostrará, nesta quinta-feira, o blog rbrito. A Série C é outra divisão com clubes que pagam para entrar em campo em certas partidas.

Mais no blog rbrito:
Mal das pernas! Todos os clubes que pagaram para jogar no Brasileirão!

Dos 170 jogos realizados, até aqui, na Série B, 66 deram prejuízos aos clubes mandantes, ou 38,8% das partidas. E são sempre os mesmos dez clubes que amargam mais despesas do que lucros. São eles: Ipatinga, Grêmio Barueri, São Caetano, Guaratinguetá, Bragantino, Atlético-PR, Paraná, Guarani, Boa Esporte e ASA.

Destes clubes destaco o Atlético-PR. O Furacão tem uma torcida apaixonada, mas está sofrendo longe da Arena da Baixada. Pior, o clube rubro-negro tem mandado suas partidas no Estádio Fernando Charub Farah, em Paranaguá. O déficit é resultado de baixo público e altas taxas.

Guarani, Paraná e ASA também não costumam estar nesta situação. A situação dos três se deve ao baixo rendimento no campo. Agora, Ipatinga, Barueri, São Caetano, Guaratinguetá, Bragantino e Boa Esporte - todos da Região Sudeste -, infelizmente estão acostumados com baixo público e borderôs no vermelho.

Um grupo só!
Se a Série B amarga dívidas em 38,8% de suas partidas, o índice da Série C chega a 27,1%. Dos 70 jogos realizados na competição, os clubes pagaram para entrar em campo em 19 oportunidades. O que chama a atenção é que todas estas partidas são do Grupo B, que conta com clubes do Sudeste, Sul - regiões ricas do país - e Centro-Oeste.

Novamente são sempre os mesmos clubes: Madureira, Santo André, Oeste, Macaé, Duque de Caxias e Brasiliense. O Grupo A, com clubes do Norte, Nordeste e também Centro-Oeste, só tem lucro. Torcidas apaixonadas de Paysandu, Treze, Fortaleza e Santa Cruz são as responsáveis por este sucesso.

Por fim, a Série A, mesmo com 28 jogos no vermelho, tem o menor aproveitamento no quesito. Ainda sem contar os jogos deste meio de semana, o Brasileirão viu seus clubes pagarem para entrarem em campo em 17,6% das partidas. O número pode ser baixo, mas não deve ser comemorado. Os dirigentes precisam pensar em promoções, times competitivos, estádios organizados... enfim, tudo aquilo que já sabemos, mas que não é colocado em prática.

O que explica tantos prejuízos nas Séries A, B e C do Brasileirão? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Mal das pernas!


Muitos clubes estão sem seus estádios ou com a capacidade reduzida. Outros clubes realizam campanhas modestas em campo. Há aqueles ainda que foram esquecidos pelos seus torcedores. E a maioria tem muitas despesas com a organização de uma partida. O fato é que 28 jogos do Campeonato Brasileiro, de acordo com o levantamento do blog rbrito, terminaram no vermelho.

Mais no blog rbrito:
À mão! Nova atualização do ranking de público das Séries A, B, C e D!

Ser ou não ser? Desempenho dos campeões do turno nas Séries A e B!

Os clubes tiveram déficit. Ao invés de engordar os cofres, pagaram para jogar na Série A. E estamos falando de campeões nacionais, da Libertadores e até mundiais. Coritiba e Fluminense são os recordistas de rendas negativas. Atual vice-campeão da Copa do Brasil, o Coxa pagou para jogar em seis jogos. Suas dívidas são altas, quase todas beiram os R$ 100 mil. O mais caro foi de R$ - 99.930,11.

E o clube paranaense não está tão mal nas arquibancadas. O Coritiba tem a nona melhor média de público das Séries A, B, C e D do Brasileirão (13.181). Já o Fluminense amarga a 19ª colocação, com média de 9.321 pagantes. Sem o Maracanã, o Tricolor carioca tem mandado seus jogos no Engenhão e até em São Januário. Vice-líder do Brasileirão, o Fluminense é outro que teve seis rendas negativas. A mais alta aconteceu logo na segunda rodada, durante o empate, por 2 a 2, com o Figueirense, quando o Tricolor carioca teve déficit de R$ - 73.285,58.

Santos e Portuguesa, mal das pernas, em campo, também sofrem com a falta de público e excesso de despesas. A dupla paulista pagou para jogar em três oportunidades. De tanto acumular dívidas, o Santos mandou sua última partida no Estádio do Pacaembu, na capital paulista.

A lista ainda registra outros cincos clubes com borderôs no vermelho. O Vasco briga pelo título - está no terceiro lugar -, mesmo assim saiu devedor em dois duelos. O clube carioca é um dos poucos clubes que joga em seu estádio e não teve a capacidade de sua casa reduzida.

Flamengo e Botafogo também sofrem com as despesas. O clube rubro-negro vive uma crise interna e está sem o Maracanã. Já o Botafogo não tem do que reclamar. O clube tem um grande time, com direito a Seedorf, atua no Engenhão, mas mesmo assim amargou déficit em dois jogos.

Ponte Preta e Atlético-GO são os outros clubes, com dois jogos, que já tiveram que pagar para entrar em campo. Estes dois clubes também atuam em seus estádios. Além de despesas altas, paulistas e goianos necessitam do apoio do seu torcedor.

O que explica tantos prejuízos no Brasileirão? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

Confira os jogos que deram prejuízo aos clubes do Brasileirão:

1ª rodada
Vasco 2 x 1 Grêmio (R$ - 15.143,31)

2ª rodada
Coritiba 2 x 3 Botafogo (R$ - 73.602,09)
Fluminense 2 x 2 Figueirense (R$ - 73.285,58)

3ª rodada
Santos 1 x 1 Fluminense (R$ - 18.521,90)
Vasco 4 x 2 Náutico (R$ - 25.119,36)
Coritiba 2 x 0 Portuguesa (R$ - 95.865,08)

4ª rodada
Flamengo 3 x 1 Coritiba (R$ - 18.548,91)
Portuguesa 2 x 0 Atlético-GO (R$ - 9.726,00)
Fluminense 0 x 0 Internacional (R$ - 53.048,14)

5ª rodada
Fluminense 4 x 1 Portuguesa (R$ - 60.052,35)
Coritiba 3 x 0 Atlético-GO (R$ - 94.783,62)

7ª rodada
Coritiba 2 x 3 Sport (R$ - 99.930,11)
Flamengo 3 x 2 Atlético-GO (R$ - 8.471,43)

8ª rodada
Atlético-GO 0 x 1 Náutico (R$ - 9.860,42)

9ª rodada
Ponte Preta 4 x 1 Coritiba (R$ - 22.336,88)

10ª rodada
Atlético-GO 3 x 2 Figueirense (R$ - 1.794,52)
Fluminense 4 x 0 Bahia (R$ - 42.643,92)
Coritiba 1 x 1 Palmeiras (R$ - 44.747,82)

12ª rodada
Ponte Preta 1 x 1 Sport (R$ - 17.053,56)

13ª rodada
Botafogo 1 x 0 Figueirense (R$ - 22.784,01)
Portuguesa 3 x 1 Náutico (R$ - 1.041,68)
Santos 2 x 1 Ponte Preta (R$ - 14.470,47)

14ª rodada
Portuguesa 2 x 0 Figueirense (R$ - 3.613,04)
Coritiba 0 x 2 Fluminense (R$ - 8.755,77)

15ª rodada
Santos 4 x 2 Cruzeiro (R$ - 29.028,15)
Botafogo 1 x 2 Palmeiras (R$ - 18.583,72)
Fluminense 2 x 1 São Paulo (R$ - 56.730,66)

16ª rodada
Fluminense 1 x 0 Palmeiras (R$ - 34.626,66)

terça-feira, 14 de agosto de 2012

À mão!


O blog rbrito sofreu, mais uma vez, com os borderôs das Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro. Além da lerdeza dos clubes e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em divulgar os documentos, há ainda borderôs feito a mão e terríveis de ler. Os piores estão em Santa Catarina e no Paraná, justamente os Estados que ganharão destaque, nesta terça-feira, na atualização do ranking de público pagante. O blog rbrito teve a colaboração de Marcos Neves.

Mais no blog rbrito:
Desfalcado! Ranking de público do Brasileirão de um jeito novo!

Salva-estádios! Média de pagantes da Segundona Paulista!

Após destacar Sport, Grêmio, Corinthians, Atlético-MG, Bahia e São Paulo, chegou a vez do Coritiba. O duelo em foco foi o da última rodada, durante a derrota, por 2 a 1, para o Corinthians. No Paraná, sempre o número de ingressos à venda é o mesmo de entradas vendidas. Pelo menos, de acordo com os borderôs.

Aliás, documentos feitos a mão e porcamente. Neste, ambulância estava escrito com "ç". Sem falar que o borderô é digitalizado e difícil de ser compreendido. E olha que estamos na Era digital. Mas a tecnologia, a princípio, não chegou nos velhinhos da CBF.

O público pagante do Coxa foi de 16.139. Número bom, ainda mais por causa dos ingressos salgados. Ao todo 40 pessoas pagaram R$ 190 pela cadeira superior. Há ainda ingressos a R$ 190 e R$ 95. Mas a maioria é de sócios (R$ 10). A arrecadação com as entradas foi de R$ 463.234,00. A renda líquida, porém, ficou em R$ 205.113,47.

Só a Federação Paranaense de Futebol (FPF) embolsou R$ 23.161,70. Mas a despesa que chama a atenção atende pelo nome de "filmagem e sonorização" (R$ 6.600). Esta é a primeira vez que o blog rbrito registra tal despesa. A "limpeza e despesas diversas" ficaram em R$ 19.745,01, além de R$ 4 mil com ambulâncias.

Xerocado!
A situação dos borderôs na Série B não é muito diferente. Após Ceará, Joinville, Criciúma, Vitória, Goiás e CRB, o blog rbrito chegou ao Avaí. A partida analisada será do triunfo, por 3 a 1, sobre o ABC. Em Santa Catarina, os borderôs também são feitos a mão e xerocados, quase inelegíveis. Sem falar que os clubes não colocam o total de ingressos à venda.

Só há o número de ingressos vendidos. Neste caso, o Leão catarinense recebeu o apoio de 5.103 pagantes, com ingressos que vão de R$ 5 a R$ 50. A maioria também é de sócios (R$ 10). Assim, o Avaí arrecadou R$ 54.936, mas só levou R$ 31.855.94.

Como de costume, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) pegou 5% da renda (R$ 2.746,80). Já as despesas com a Polícia Militar ficaram em R$ 3.585,20. Por fim, as ambulâncias em Santa Catarina são mais baratas que no Paraná. O Avaí desembolsou apenas R$ 937,36.

Primeirão!
As lideranças das quatro divisões seguem sem alterações. O Corinthians, além de liderar a Série A, está no topo do ranking geral, com média de 23.445. O Santa Cruz, por sua vez, é o melhor time da Série C e o segundo no geral (22.465). Apenas estes dois clubes já superaram a marca de 20 mil pagantes.

A primeira colocação na Série B segue nas mãos do Vitória. No 13º lugar no geral, o Leão baiano tem média de 11.821 pagantes. Por fim, o Remo está no topo da Série D e no 27º lugar no geral, com média de 6.771 pagantes.

Entenda:
Os clubes da Série A do Brasileirão são representados pela cor amarela. O cinza destaca os clubes da Série B, enquanto o laranja é a Série C e o azul é a Série D. Já os números em vermelho precisam da confirmação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O blog rbrito acompanhará TODOS os públicos das Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro 2012. Fique sabendo da evolução das médias de público. E você, jornalista, lembre de dar crédito, caso utilize qualquer dado dos levantamentos de público do blog rbrito.

Só o blog rbrito acompanha as médias de público do Brasil. Ajude a divulgar o blog rbrito! Opine! Participe aqui ou através do www.twitter.com/rbrito1984


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Ser ou não ser?


O Atlético-MG tem bons motivos para buscar o título simbólico do primeiro turno na Série A do Campeonato Brasileiro. O Galo lidera com 38 pontos e ainda realizará mais quatro jogos. Enquanto isso, o Criciúma desempatará um cenário na Série B e poderá provar que 2007 foi superado. São nove pontos em disputa até o final do turno e o Tigre lidera com 36.

Nesta segunda-feira, o blog rbrito mostrará o desempenho daqueles clubes que conquistaram o primeiro turno das Séries A e B ao longo dos pontos corridos. No Brasileirão, a disputa acontece desde 2003, enquanto que a Série B apostou no novo sistema apenas em 2006.

Além da campanha impecável, o Galo recuperou o técnico Cuca, assim como Ronaldinho Gaúcho e o atacante Jô. São 12 vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Aproveitamento de 84,4%. O Atlético-MG, com 27 gols marcados, tem o melhor ataque, ao lado do Fluminense. A melhor defesa também é do clube mineiro - apenas oito gols.

Em apenas duas oportunidades no Brasileirão, o campeão do turno não ficou com a taça no final da temporada. Em 2008, o Grêmio somou 41 pontos nas 19 primeiras rodadas, mas viu o São Paulo, com 75 pontos, gritar "é campeão". A história se repetiu em 2009. O Internacional bem que tentou, mas foi o Flamengo o grande vencedor daquele ano.

O Atlético-MG ainda poderá bater o recorde de pontos no primeiro turno. O Galo poderá chegar a 50 pontos. Até aqui, o Cruzeiro, com 47 em 2003, é o recordista. Detalhe: em 2003 o Brasileirão contava com 24 clubes. A Série A passou a ter 20 clube apenas em 2006. De lá para cá, o recordista de pontos no primeiro turno é o Grêmio, em 2008, com 41 pontos.

Tigre com fome!
Na Série B, o cenário mostra três campeões do turno que ficaram com a taça definitiva e três que morreram na praia. Entre estes está o Criciúma, em 2007. Naquela oportunidade, o Tigre somou 37 pontos, mas viu o Coritiba dar a volta olímpica ao término da Série B. O próprio Coxa, em 2006, e o Figueirense, em 2010, foram os outros clubes que bobearam após o turno.

Por outro lado, Corinthians, Vasco e Portuguesa - atual campeã - venceram o primeiro e o segundo turno. O Criciúma, em 2012, lidera com 36 pontos. Aproveitamento de 75%. São 11 vitórias, três empates e só duas derrotas. O time do técnico Paulo Comelli já anotou 38 gols - o melhor ataque - e sofreu 25.

Assim como o Atlético-MG na Série A, o Criciúma poderá bater o recorde de pontos no primeiro turno. Com 36, o clube catarinense poderá chegar a 45. Os recordistas são Corinthians (2008) e Vasco (2009) que somaram 39 pontos após as 19 primeiras rodadas.

Cuidado!
Apesar da boa fase, Atlético-MG e Criciúma precisam manter o foco nestas rodadas finais. Há outros clubes que desejam o título simbólico do primeiro turno. No Brasileirão, o Fluminense soma 35 pontos, no segundo lugar. Logo atrás vem o Vasco com 34, contra 31 do Grêmio. São os clubes da zona da Libertadores.

O G4 da Série B, por sua vez, conta com o Vitória coladinho no Criciúma. O clube baiano tem 35 pontos, na vice-liderança. Enquanto isso, o Goiás aparece com 32. Para fechar o Top 4 há ainda o Joinville, com seus 30 pontos, mesmo número do São Caetano.

Vocês, torcedores-internautas, acreditam que Atlético-MG e Criciúma conquistarão os títulos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro, respectivamente? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984  

Confira os campeões na Série A desde 2003:

2003
Cruzeiro - 47 pontos (campeão 1º turno)
Cruzeiro - 100 pontos (campeão geral)

2004
Santos - 41 pontos (campeão 1º turno)
Santos - 89 pontos (campeão geral)

2005
Corinthians - 39 pontos (campeão 1º turno)
Corinthians - 81 pontos (campeão geral)

2006
São Paulo - 37 pontos (campeão 1º turno)
São Paulo - 78 pontos (campeão geral)

2007
São Paulo - 40 pontos (campeão 1º turno)
São Paulo - 77 pontos (campeão geral)

2008
Grêmio - 41 pontos (campeão 1º turno)
São Paulo - 75 pontos (campeão geral)

2009
Internacional - 37 pontos (campeão 1º turno)
Flamengo - 67 pontos (campeão geral)

2010
Fluminense - 38 pontos (campeão 1º turno)
Fluminense - 71 pontos (campeão geral)

2011
Corinthians - 37 pontos (campeão 1º turno)
Corinthians - 71 pontos (campeão geral)

Confira os campeões na Série B desde 2006:

2006
Coritiba - 35 pontos (campeão 1º turno)
Atlético-MG - 71 pontos (campeão geral)

2007
Criciúma - 37 pontos (campeão 1º turno)
Coritiba - 69 pontos (campeão geral)

2008
Corinthians - 39 pontos (campeão 1º turno)
Corinthians - 85 pontos (campeão geral)

2009
Vasco - 39 pontos (campeão 1º turno)
Vasco - 76 pontos (campeão geral)

2010
Figueirense - 36 pontos (campeão 1º turno)
Coritiba - 71 pontos (campeão geral)

2011
Portuguesa - 38 pontos (campeão 1º turno)
Portuguesa - 81 pontos (campeão geral)

Na casa do mi...


O meia-atacante Lucas foi vendido pelo São Paulo ao Paris Saint-Germain pela bagatela de € 43 milhões (R$ 108,34 milhões). Esta é a maior transação envolvendo o futebol brasileiro com a Europa. Só o Tricolor paulista embolsou R$ 81 milhões na negociação. É muito dinheiro! O blog rbrito traz, nesta segunda-feira, algumas comparações envolvendo o montante desta transação milionária.

O Internacional vendeu Oscar ao Chelsea por € 31,9 milhões - a segunda maior transação brasileira. A lista segue com Denilson, do São Paulo para o Bétis (€ 31,5 milhões), Robinho, do Santos para o Real Madrid (€ 24 milhões), Alexandre Pato, do Internacional para o Milan (€ 22 milhões) e Geovanni, do Cruzeiro para o Barcelona (€ 21 milhões).

Se fosse medalha de ouro nas Olimpíadas, Lucas e o restante da Seleção Brasileira receberiam R$ 180 mil de premiação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Este valor é quase 602 vezes menor que o montante de R$ 108,34 milhões. Daria para pagar a premiação das próximas 150 Olimpíadas.

Enquanto isso, a diretoria do São Paulo poderia contratar Seedorf e Ronaldinho Gaúcho, por exemplo. O Botafogo, por dois anos, desembolsará salários mensais de R$ 700 mil, além de luvas de R$ 1,5 milhão, em um total de R$ 18,3 milhões para Seedorf.

O gringo, por este valor, ficaria mais de dez anos no São Paulo. Já Ronaldinho Gaúcho recebe R$ 300 mil mensais do Atlético-MG. No Flamengo, o R49 "recebia" R$ 1,5 milhão. Por este valor, Ronaldinho Gaúcho ficaria no time do Morumbi por 72 meses.

No Campeonato Brasileiro, o São Paulo, durante a vitória, por 4 a 1, sobre o Flamengo, teve seu maior público. Ao todo 35.049 pagantes estiveram no Estádio do Morumbi. Com a venda de ingressos, o Tricolor levou R$ 951.033,00. O valor recebido por Lucas daria para o São Paulo custear os ingressos para os torcedores em quase 114 partidas com público de 35 mil pessoas.

Saindo um pouco do futebol, o blog rbrito listou dois valores que fazem parte do dia a dia da maioria da população. O atual salário mínimo é de apenas R$ 622. Com o dinheiro da venda de Lucas no caixa, a presidente Dilma Rousseff pagaria 174.180 brasileiros.

Enquanto isso, o valor da cesta básica subiu para R$ 299,39. Com R$ 108,34 milhões seria possível comprar 361.869 cestas básicas para a população. Com certeza o Fome Zero andaria muito mais rápido com esta injeção financeira.

Até aqui, a diretoria do São Paulo ainda não afirmou o que fará com o montante de R$ 81 milhões. A reforma no Morumbi está em pauta, assim como a contratação de reforços.

E você, torcedor-internauta, o que faria com tal montante? Quem você contrataria para seu clube? Opine! Participe pelo blog rbrito ou através do www.twitter.com/rbrito1984

domingo, 12 de agosto de 2012

Mau Humor FC 128!


O blog rbrito traz para debate na seção Mau Humor FC, deste domingo, mais um assunto rotineiro do futebol e que, de tão comum, já não tira a paciência dos torcedores. Desta vez vamos falar do "um minuto de silêncio" e que também nos remeterá ao Hino Nacional antes das partidas.

Mais no blog rbrito:
Erros em nomes de clubes e o post que tirou os torcedores-internautas do sério!

Assim como o Hino Nacional, o "um minuto de silêncio" em respeito a alguém que acabara de morrer não é respeitado nos estádios brasileiros. Um contraste com os jogos europeus, quando o estádio todo fica calado até o apito inicial do árbitro.

Mas desta vez, a falta de respeito chega até aos narradores, comentaristas e repórteres. Se no Hino Nacional algumas emissoras evitam, neste momento, comentários e outras emissoras vão ou estão nos comerciais, no "minuto de silêncio" a situação é outra e até constrangedora.

Ao invés de esperarem o término do "minuto de silêncio" e mostrarem respeito, os narradores seguem seu falatório, com informações até inúteis. Há ainda os repórteres que insistem em explicar sobre o homenageado do dia. Tudo isso durante o tributo.

Não seria o caso de esperar o término do "minuto de silêncio" e o apito inicial do árbitro para fazerem tais explicações?! O "minuto de silêncio", na verdade, só é respeitado pelo pessoal de dentro do campo. Alguns jogadores abaixam a cabeça, assim como a arbitragem

Enquanto isso, nas cabines de rádios e TVs haja falatório e um total desrespeito. Como estes jornalistas podem exigir dos torcedores em campo respeito ao Hino Nacional? Sou contra Hino Nacional em todos os jogos. Ficaria com a execução do Hino apenas em finais e em duelos entre Seleções. Mas já que não tenho voz perante as autoridades, é preciso respeitar o Hino Nacional, assim como o "um minuto de silêncio".

No mais, deve ser terrível para os jogadores, aquecidos, concentrados e ávidos por jogar futebol, ter que esperar intermináveis minutos no Hino Nacional e até no "minuto de silêncio". Talvez por isso, eles não param quieto. Arrumam o meião, se alongam, tentam relaxar... É hora de repensar tudo isso!

Deixe o mau humor falar por você neste domingo! Critique! Proteste! Opine aqui no blog rbrito ou através do twitter (@rbrito1984)